Saúde

Exame coronavírus: como é, quanto custa e onde fazer

Os testes para o diagnóstico da COVID-19 são o PCR e a Sorologia. Tire as suas dúvidas sobre os exames de coronavírus!

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais em parceria com Ana Beatriz
Exame coronavírus: como é, quanto custa e onde fazer

24 de junho de 2020 - 18:51 - Atualizado em 21 de agosto de 2020 - 10:32

Sentiu algum sintoma de coronavírus? A melhor forma para realizar o diagnóstico da doença é o exame coronavírus. O teste pode ser feito em laboratórios, hospitais ou na rede pública de saúde.

Ainda há muito para ser descoberto sobre o coronavírus. Até o momento, não existe um tratamento para a doença e nem uma prevenção. Mas, a medida que os casos aumentam novos laboratórios oferecem exames de coronavírus, capazes de identificar a infecção ou a imunidade à ela. Entretanto, nem todos esses testes são efetivos e confiáveis. 

Exame coronavírus

De acordo com dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), até o início de junho foi concedido o registro para cerca de 130 testes, a maioria importados de países asiáticos. Hoje, já são mais de 450 solicitações de exames de coronavírus para análise.

Embora o aumento na oferta do exame coronavírus seja benéfico para abastecer o mercado em época de pandemia, com tantas opções fica difícil saber quais são confiáveis, uma vez que já foram identificados casos de testagem duvidosa.

Além disso, a grande variedade de testes de COVID-19 deixa muita gente confusa, já que as indicações variam de acordo com o tempo dos sintomas ou do contato com infectados.

No Brasil, o exame coronavírus é dividido entre os testes moleculares, RT-PCR ou PCR em tempo real, e os testes de anticorpos, conhecidos como exames sorológicos.

Exame coronavírus PCR: como funciona?

O exame coronavírus PCR, popularmente chamado de exame do cotonete, utiliza amostras coletadas por vias respiratórias (por exemplo, secreções nasais ou da garganta) com uma espécie de cotonete. Assim, é capaz de detectar a presença direta do vírus no organismo.

exame coronavírus
Exame PCR é feito com uma espécie de cotonete.

Trata-se de um método eficaz e preciso, entretanto que exige toda uma estrutura física e tecnológica. Assim sendo, o exame coronavírus PCR ainda é pouco acessível a população, isto é, não pode ser aplicado em massa por causa do custo da tecnologia e da necessidade de reagentes importados.

A principal diferença entre os exames de coronavírus são as indicações. Como os testes moleculares são indicados para verificar uma infecção ativa, devem ser feitos quando o paciente começar a apresentar os sintomas, ou assim que tiver contato com o vírus.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o diagnóstico do PCR coronavírus é de 7 dias a partir do início dos sintomas. Normalmente o PCR é positivo 2 dias antes do início dos sintomas até 7 dias depois. Passado este período, existe a probabilidade de dar falso negativo.

O tempo de liberação dos resultados do exame coronavírus PCR que antes era de 10 dias, hoje já é de apenas 3 dias úteis para pacientes ambulatoriais e 24 horas para os internados. Em casos mais graves, o exame chega a ficar pronto em 3 horas.

Confira no final deste texto como é feito o exame PCR do coronavírus em vídeo!

Teste sorológico para coronavírus

Para atender toda a população, foram criados os testes de anticorpos ou imunológicos, ou seja, exames de coronavírus sorológicos, feitos através de um exame de sangue.

Dessa maneira, o laboratório analisa se o paciente teve contato com a Covid-19 pela presença de anticorpos produzidos pelo organismo a partir desse contato.

Os anticorpos podem ser identificados por três tipos: lgA, lgM e lgG, sendo os dois primeiros produzidos na fase aguda da doença, e o terceiro na fase tardia ou após a infecção. O tempo para liberação dos resultados é de 2 dias úteis.

Apesar de mais prático e acessível, este exame coronavírus barato é considerado de menor especificidade e sensibilidade. Existem ainda os testes rápidos de Covid-19, onde a análise de anticorpos é feita com uma “furadinha no dedo” para coletar o sangue. O resultado sai em apenas 15 minutos, mas o exame é bastante impreciso, visto que gera uma boa quantidade de falsos negativos e falsos positivos.

Teste rápido fica pronto em 15 minutos.

O exame coronavírus sorológico é indicado para identificar se o paciente já teve contato com o vírus e se foi capaz de desenvolver anticorpos. Por isso, devem ser realizados depois do surgimento dos sintomas, em pessoas assintomáticas.

Já no caso dos testes rápidos, a indicação é que sejam feitos entre o sétimo e o décimo dia após o início dos sintomas. Esses foram os testes utilizados para testagem rápida dos profissionais de saúde e agentes de segurança no início da pandemia no Brasil.

Exame coronavírus: novos testes

Novos exames moleculares de coronavírus, com métodos diferentes do PCR, começaram a ser desenvolvidos e testados no país.

O Ministério da Saúde e a Anvisa estão trabalhando rapidamente para ampliar a oferta de novos testes de Covid-19 para a população. O objetivo é fazer testagens eficazes em massa no país. O Hospital Albert Einstein já chegou a desenvolver uma nova tecnologia para a realização de exame coronavírus.

exame coronavírus

Já na área dos testes sorológicos, a meta é aumentar a especificidade do exame coronavírus e facilitar assim o diagnóstico da doença.

“O Brasil ainda está atrás na testagem em comparação a outros países. Desse modo, é fundamental, para uma volta à vida normal, ter um raio X de como estamos em termos de contaminação e geração de anticorpos. Isso passa por aumentar a testagem, educar sobre protocolos”, disse o presidente da Roche Diagnóstica no Brasil, Antonio Vergara.

Exame coronavírus: quanto custa?

O valor do exame coronavírus varia de acordo com a cidade e estabelecimentos disponíveis para realização.

Em Curitiba, o exame rápido feito com gotas de sangue varia de R$ 139 a R$ 300, dependendo da farmácia. Os exames feitos por laboratórios, através do exame de sangue convencional, possuem preço de R$ 200 a R$ 280. Já o exame coronavírus PCR custa em torno de R$ 500. É possível encontrar opções mais baratas pela cidade, caso o paciente tenha uma guia médica dentro do plano de saúde.  

Onde fazer exame coronavírus?

De maneira geral, no Brasil é possível realizar os exames de coronavírus em farmácias (neste caso, apenas testes sorológicos), laboratórios, hospitais ou na rede pública de saúde. De acordo com a Anvisa, os planos de saúde devem cobrir os exames e tratamentos para Covid-19.

Coleta para exame de coronavírus PCR.

Exame da Nissei

A rede de Fármacias Nissei oferece em algumas cidades do Paraná exame coronavírus rápido para identificar a infecção. A análise faz parte dos Serviços Avançados Nissei (SAN) e conta com profissionais especializados para validar o laudo laboratorial.

O agendamento dos exames é feito através do site de Exames Nissei. A rede de farmácias oferece drive-thru para realização dos exames sem contato físico. Para mais informações e valor do exame coronavírus Nissei, acesse: https://www.vacinasnissei.com.br/

Exame coronavírus Unimed

A Unimed disponibiliza os dois tipos de exames de coronavírus: RT-PCR e sorologia.

A coleta do exame coronavírus PCR também é feita em sistema drive-thru para diminuir o contato físico e prevenir o contágio da doença. O exame deve ser agendado previamente pelo site da Unimed Laboratório.

Drive Thru para exame de coronavírus.

Já o exame de sorologia coronavírus Unimed não necessita de agendamento. Para a coleta, basta ir até uma das unidades abertas da Unimed Laboratório.

Para mais informações e valores do exame coronavírus, acesse o site da Unimed da sua cidade.

Exame coronavírus Curitiba: laboratório com área exclusiva

LANAC, Laboratório de Análises Clínicas, inaugurou em Curitiba uma área exclusiva para realização do teste sorológico da COVID-19. Localizado na sede central, na Rua Itupava, 998, o espaço atende a alta demanda por exame coronavírus.

exame coronavirus curitiba
Laboratório de Curitiba inaugura área exclusiva para exames de coronavírus.

Além disso, o espaço é isolado da área de exames do laboratório, e realiza o teste de forma rápida e segura. Fabricado pela farmacêutica Roche, este teste de anticorpos para COVID-19 foi aprovado pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

O exame coronavírus Curitiba realizado pelo LANAC tem resultado previsto para o mesmo dia da coleta de sangue, realizadas até às 17h. Possui 99,8% de sensibilidade para anticorpos contra o Sars-CoV-2, dessa forma diminui a probabilidade de falsos positivos e negativos.

valor do exame coronavírus é de R$ 200 e não é coberto, até o momento, por planos de saúde. Além da sede central, o exame pode ser coletado em qualquer uma das 62 unidades de coleta do LANAC, observando os horários especiais durante a pandemia. Não há necessidade de jejum ou agendamento.

Vídeo: exame PCR coronavírus

Confira no vídeo como é feito o exame coronavírus PCR! Lembre-se: use máscara e respeite o isolamento social.

Outras informações úteis sobre o coronavírus no RIC Mais:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.