Coronavírus

Após polêmica no Pavilhão da Cura, caminhoneiros com categoria D recebem vacina

Prefeitura alegou que categoria não está no Plano Nacional de Imunização, porém, irá fazer a aplicação a partir de hoje (29)

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Após polêmica no Pavilhão da Cura, caminhoneiros com categoria D recebem vacina
(Foto: Luiz Costa/SMCS)

29 de junho de 2021 - 10:41 - Atualizado em 29 de junho de 2021 - 10:41

Após alguns caminhoneiros, habilitados com a categoria D, terem a vacina negada em Curitiba, a prefeitura definiu nesta terça-feira (29) que o imunizante será liberado para este grupo também. De acordo com as autoridades, a capital paranaense segue o Plano Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde, por isso não estava prevista a imunização destes condutores nesta etapa. Porém, a prefeitura voltou atrás.

O plano de imunização prevê a aplicação de doses em motoristas com Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categorias C e E. Mesmo assim, alguns caminhoneiros com a categoria D, que permite a condução de veículos do tipo C, foram até o Pavilhão da Cura, no parque Barigui, em busca da vacina. Como não estavam dentro do plano, alguns condutores tiveram a vacina negada.

Após a polêmica, já na manhã desta terça-feira (29) a Prefeitura de Curitiba informou que a vacinação está autorizada para motoristas com a categoria D.

As orientações dadas para a vacinação dos condutores de caminhões seguiram o Plano Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde, que cita apenas carteira de habilitação C e E para esse grupo. No entanto, como os motoristas habilitados na categoria D também estão autorizados a conduzir todos os outros veículos dos tipos B e C, eles também serão imunizados.

informou a prefeitura.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.