Coronavírus

Supermercados pedem revisão do decreto à prefeitura de Curitiba

Pelo decreto publicado nesta terça pela prefeitura de Curitiba, mercados só podem abrir de segunda a sexta, até 21h. No entender da associação do setor, isso vai gerar aglomerações e filas do lado de fora

Giselle
Giselle Ulbrich
Supermercados pedem revisão do decreto à prefeitura de Curitiba

19 de maio de 2021 - 18:35 - Atualizado em 19 de maio de 2021 - 18:36

A Associação Paranaense dos Supermercados (Apras) está solicitando à Prefeitura de Curitiba e sua Secretaria Municipal de Saúde a revisão do decreto que fecha os supermercados aos fins de semana, autorizando somente o delivery até às 21h nestes estabelecimentos aos sábados e domingos. A preocupação da Apras é que isso gere aglomerações nos mercados durante a semana, em especial às quintas e sextas-feiras.

O fechamento nos finais de semana, diz a associação, prejudicará o atendimento aos consumidores curitibanos e irá gerar concentrações de pessoas nas lojas, para suprirem as suas necessidades básicas. O setor prevê situações caóticas principalmente nas quintas e sextas-feiras, mesmo com a limitação da capacidade, gerando extensas filas externas nos estabelecimentos.

Leia também: Piraquara fará vacinação contra a covid-19 das 17h às 21h nesta quinta (20)

“As restrições são um risco para a saúde pública e para o abastecimento da população, já que a experiência adquirida nesta pandemia mostra que a ampliação dos horários ajuda a distribuir os clientes no decorrer dos dias, pois os supermercados são considerados atividade essencial e fornecem produtos e alimentos de necessidades básicas”, diz o comunicado da entidade.

A Apras afirma que está tentando dialogar com a prefeitura para apresentar os argumentos, solicitando revisão do decreto em benefício da segurança sanitária dos consumidores e colaboradores.

https://ricmais.com.br/noticias/coronavirus/

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.