Coronavírus

Software que detecta Covid-19 em três segundos é desenvolvido em Maringá

O software de diagnóstico ultrarrápido foi testado em 970 pessoas; o nível de confiança dos resultados é de 90%.

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da UEM
Software que detecta Covid-19 em três segundos é desenvolvido em Maringá
(Foto: Matheus Teixeira/UEM)

18 de junho de 2021 - 14:01 - Atualizado em 18 de junho de 2021 - 14:05

A empresa Gluco Scan e a Universidade Estadual de Maringá (UEM), no noroeste do Paraná, apresentaram à imprensa, nesta sexta-feira (18), um software inédito desenvolvido para o diagnóstico da Covid-19.

Batizado de SpectroCheck, o programa é incluído em um aparelho portátil analisador de espectro e detecta em três segundos a presença ou a ausência do novo coronavírus (Sars-Cov-2) em humanos. O nível de confiança é de 90%. A ideia é de que a tecnologia em breve esteja acessível como ferramenta de testagem em massa da doença, contribuindo para a saúde pública.

Os pesquisadores alcançaram, no SpectroCheck, 83,87% de capacidade de acertar o resultado positivo e 91,07% de acertar o resultado negativo. São dados científicos bastante promissores para o auxílio ao combate à pandemia da Covid-19.

“É um ‘scanner’ minúsculo que faz uma leitura das proteínas que nós temos na superfície da língua. Se o paciente tiver a Covid-19, ele tem proteínas do vírus ou o próprio vírus também na língua. O aparelho consegue tirar uma foto e interpretar através de um software que vai dizer se o paciente tem ou não a doença em questão de segundos”

detalhou Dennis Armando Bertolini, coordenador do projeto e professor da UEM, à equipe do Balanço Geral Maringá

Os resultados de rastreamento ficam integrados à memória do aparelho, que tem tecnologia bluetooth, o que facilita a transmissão de dados a nuvens, computadores e smartphones.

O software de diagnóstico ultrarrápido de Covid-19 foi testado em 970 pessoas. Os resultados positivos das amostras coletadas, interpretados por profissionais de saúde, foram submetidos à contraprova em um laboratório de Maringá por meio do exame padrão-ouro de RT-PCR.

De acordo com informações contidas no relatório de validação do software, o teste confirma ou refuta a presença de partículas virais de Sars-Cov-2 já na fase assintomática ou inicial da doença.

“O SpectroCheck detecta a Covid-19 em pacientes assintomáticos com altíssima precisão. E o mais importante: possibilita pesquisas futuras em diagnóstico de outras doenças, pois a espectrometria de massa é uma técnica de detecção molecular aplicada a diversas substâncias”

explicou João Otávio Sedovski Garcia, diretor de desenvolvimento e pesquisa do SpectroCheck

A empresa Gluco Scan notificou o SpectroCheck à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 7 de junho como software médico. A Gluco Scan de Maringá está em tratativas para a disponibilização comercial da tecnologia.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.