Coronavírus

Prefeitura de Curitiba vai seguir o decreto estadual para a educação

Decreto estadual prevê a capacidade máxima de 30% de alunos frequentando as aulas presencialmente

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais Com informações da Prefeitura de Curitiba
Prefeitura de Curitiba vai seguir o decreto estadual para a educação
(Foto: Divulgação / Seed)

28 de maio de 2021 - 15:43 - Atualizado em 28 de maio de 2021 - 15:48

A Prefeitura de Curitiba anunciou na tarde desta sexta-feira (28) o decreto de bandeira vermelha, restringindo o funcionamento atividades essenciais e não essenciais para a capital paranaense.

O decreto publicado hoje não fazia menção sobre a educação. Em entrevista coletiva, a secretária de Saúde de Curitiba, Marcia Huçulak, afirmou que a capital paranaense vai seguir o decreto estadual sobre as escolas.

Veja também: O retorno está acontecendo e por enquanto indo bem diz Ratinho Jr.

Decreto estadual sobre a educação

Tanto as escolas privadas, a Resolução 432/2021 prevê a capacidade máxima de 30% de alunos frequentando as aulas presencialmente, embora mantenha as medidas de distanciamento e de prevenção.

Na prática, as escolas particulares de Curitiba, que já estão em aula presencial, continuam e precisam a adotar critérios de acordo com o seu espaço físico. No caso das escolas particulares, o número de alunos que poderão a frequentar as aulas presenciais deve aumentar em cada instituição.

De acordo com o governo estadual, a diversidade entre os espaços físicos de cada escola se controlaria melhor com normas de distanciamento entre alunos, amoldando-se aos casos concretos específicos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.