Coronavírus

Prefeito sugere aplicação de ozônio no ânus para combater coronavírus

Volnei Morastoni (MDB), que é médico, também defende o uso da homeopatia, cloroquina e da ivermectina no tratamento da covid-19

Guilherme
Guilherme Barchik
Prefeito sugere aplicação de ozônio no ânus para combater coronavírus
(foto: Reprodução)

4 de agosto de 2020 - 11:51 - Atualizado em 31 de agosto de 2020 - 14:48

O prefeito do município de Itajaí, em Santa Catarina, Volnei Morastoni (MDB), sugere tratamento com aplicação de ozônio no ânus para pacientes que com o novo coronavírus. O anúncio foi feito na noite desta segunda-feira (03).

“Além da azitromicina, além da cânfora, nós também vamos oferecer o ozônio. É uma aplicação simples, rápida, de dois ou três minutinhos por dia, provavelmente via retal, tranquilíssima, rapidíssima, em um cateter fininho, e isso dá um resultado excelente”

disse o Volnei Morastoni

Não há estudos científicos que comprovem a eficácia ou segurança desse tipo de terapia contra a covid-19.  

Segundo resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) de 2018, a ozonioterapia para nenhuma doença e deve ser usada só em estudos experimentais, com protocolos aprovados por Comitê de Ética em Pesquisa.

O prefeito da cidade catarinense sugeriu ainda a homeopatia como tratamento da doença. Ele já defendeu o uso da cloroquina e da ivermectina para combater o coronavírus.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), não existe nenhuma remédio ou tratamento para a Covid-19.

Veja o anúncio do Prefeito durante live

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.