Coronavírus

Pesquisadores de Oxford desenvolvem exame de sangue que aponta eficácia de vacinas

Os pesquisadores de Oxford alertaram que mais trabalho é necessário para validar seu modelo para muitas das novas variantes da doença

Reuters
Reuters
Pesquisadores de Oxford desenvolvem exame de sangue que aponta eficácia de vacinas
Profissional de saúde prepara dose de vacina da AstraZeneca para aplicação em farmácia de Paris

24 de junho de 2021 - 13:32 - Atualizado em 24 de junho de 2021 - 14:22

Por Ludwig Burger

FRANKFURT (Reuters) – Pesquisadores da Universidade de Oxford anunciaram nesta quinta-feira (24) que desenvolveram um método para prever a eficácia de novas vacinas contra a Covid-19 com base em um exame de sangue, potencialmente oferecendo um atalho para ensaios clínicos de larga escala que são cada vez mais difíceis de se conduzir.

Os pesquisadores analisaram a concentração de uma gama de anticorpos no sangue dos participantes do ensaio clínico após terem recebido a vacina desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, agora conhecida como Vaxzevria.

Ao observar quais desses voluntários do ensaio mais tarde contraíram Covid-19 sintomática e quais não, os pesquisadores criaram um modelo que esperam prever o quão poderosas outras vacinas serão, com base nessas leituras de exames de sangue.

“Os dados podem ser usados para extrapolar as estimativas de eficácia para novas vacinas onde grandes ensaios de eficácia não podem ser realizados”, disseram eles no estudo, que foi divulgado online nesta quinta-feira e submetido à revisão por pares para publicação futura em uma revista científica.

Os pesquisadores de Oxford alertaram que mais trabalho é necessário para validar seu modelo para muitas das novas variantes altamente contagiosas do coronavírus.

Eles observaram que não investigaram a chamada resposta imune celular, uma das principais armas do corpo humano contra infecções ao lado de anticorpos, mas mais difícil de se medir.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.