Coronavírus

Pandemia faz com que professores e alunos se distanciem e sintam saudade

Lucas
Lucas Sarzi
Pandemia faz com que professores e alunos se distanciem e sintam saudade
Foto: Lucas Sarzi.

9 de junho de 2020 - 12:24 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:40

A pandemia afastou o contato físico e fez com que as aulas se tornassem virtuais, o que despertou a saudade entre professores e alunos. Mesmo com todos os artifícios que a tecnologia proporciona, nada se compara a estar próximo e manter o contato diário de todos os dias. Isso é o que mais tem feito falta.

Numa escola particular de Curitiba, os profissionais, além de lidar com os desafios dessa nova forma de trabalhar, também sentem na pele a falta do contato com os pequenos. Segundo a professora Juliana Cegatte, educadora infantil, o que elas mais sentem falta é de estar todos os dias com as crianças.

Contato físico, para as educadoras, tem feito muita falta. Foto: Reprodução.

No governo do Estado, as aulas têm sido todas gravadas e transmitidas. Foi o jeito encontrado de fazer com que os alunos não percam seu ano letivo. Apesar disso, essa distância serve como um grande aprendizado para os professores, até mais do que para os alunos.

Para a professora Jociana Bill, a distância é muito difícil. A saudade dos alunos, para a professora, que dá aula de língua portuguesa e espanhol, tem sido inevitável.

Marlon encontrou nos alunos a saída de um momento difícil. Foto: Arquivo Pessoal.

Estar longe dos alunos, para Marlon Peterlini, tem sido ainda mais difícil. Isso porque foram eles que mostraram ao professor de história que um momento difícil da vida pode ser superado, se tiver muito amor, mas também muito contato físico.

No ano passado, Marlon perdeu a esposa num acidente de trânsito nas férias de julho. O momento que era para ser de descanso, se tornou um pesadelo. Por muito pouco, o professor não abandonou tudo.

Poucos meses depois da perda da esposa, veio a pandemia e Marlon, mais uma vez, se viu com a necessidade de se reinventar. E encarar a distância daqueles que mais o apoiaram… seus alunos.

Mas… Não são só os professores que estão com saudade dos alunos não. As trigêmeas Ana Flavia, Ana Beatriz e Ana Maria Resende também estão e têm um recado não só aos professores delas, mas a todos os outros, que têm se dedicado no momento.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.