Coronavírus

Municípios devem imunizar assistentes sociais contra a covid-19 junto com professores

São 11.220 doses direcionadas exclusivamente aos trabalhadores dessa área

Daniela
Daniela Borsuk com informações da Agência Estadual de Notícias
Municípios devem imunizar assistentes sociais contra a covid-19 junto com professores
(Foto: Jonathan Campos/AEN)

28 de maio de 2021 - 21:08 - Atualizado em 28 de maio de 2021 - 21:08

A Secretaria da Saúde do Paraná enviou nesta sexta-feira (28) uma orientação técnica para as 22 Regionais de Saúde para que iniciem a vacinação contra a covid-19 nos trabalhadores da Assistência Social, de maneira correlata ao grupo dos trabalhadores da educação. 

“Consideramos este grupo prioritário desde a publicação da nossa primeira versão do Plano Estadual de Vacinação, em fevereiro deste ano. Esses profissionais já estão incluídos junto aos trabalhadores da Educação e a vacinação deste grupo foi aprovada em reunião da Comissão Bipartite”.

disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A vacinação dos trabalhadores que atuam nos CRAS (Centro de Referência em Assistência Social), CREAS (Centro de referência especializada em Assistência Social) e Casas e Unidades de Acolhimento será feita a partir da remessa de 352.750 doses da vacina AstraZeneca/Fiocruz enviada nesta sexta-feira (28) para os municípios. São 11.220 doses direcionadas exclusivamente aos trabalhadores dessa área.

“Para estimativa numérica de doses, os trabalhadores da Assistência Social estão agrupados nos da Educação. Orientamos para que cada município continue realizando a sua ação de chamamento para que este público tome a vacina contra a Covid-19”, afirmou a diretora de Vigilância e Atenção em Saúde, Maria Goretti David Lopes.

A Secretaria de Estado da Saúde recomenda que os municípios solicitem documento ou declaração que comprove a vinculação ativa do profissional com o local de atuação relacionada com a assistência social.

Públicos

O Paraná começou nesta sexta-feira (28) a imunizar trabalhadores do setor portuário e aeroportuário e confirmou que deve começar a vacinar a população geral contra a covid-19 assim que aplicar as doses previstas nas pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.