Coronavírus

Mulher com HIV fica mais de 200 dias infectada com Covid; vírus se desenvolveu 36 vezes

Os estudiosos afirmam que o HIV pode ter sido um complicador para os esforços de acabar com a pandemia da Covid-19 no mundo

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do Insider
Mulher com HIV fica mais de 200 dias infectada com Covid; vírus se desenvolveu 36 vezes
(Foto: Shutterstock)

8 de junho de 2021 - 09:35 - Atualizado em 8 de junho de 2021 - 09:35

Uma mulher sul-africana de 36 anos revelou portar o vírus da Covid-19 por 216 dias durante uma pesquisa realizada para documentar o efeito do vírus em pessoas com HIV. Segundo a análise dos estudiosos, o novo coronavírus sofreu mais de 30 mutações no corpo da mulher. 

Embora nunca tenha ficado gravemente doente de covid-19, a mulher foi analisada por geneticistas e especialistas, que comprovaram em seu organismo mutações de coronavírus potencialmente perigosas. Segundo os pesquisadores, o motivo do acúmulo de tantas alterações genéticas pode ter sido uma falha em sua resposta imunológica provocada por um tratamento falho do HIV.

Apesar de ter sido diagnosticada com HIV em 2006, essa paciente sul-africana jamais teve sua carga viral controlada pelos médicos com a terapia antirretroviral padrão, o que pode ter interferido em sua defesa contra a Covid-19, segundo o Insider.

Segundo os estudiosos, as novas descobertas apontadas na pesquisa trazem à tona a ameaça sempre presente de que a AIDS, uma doença que matou mais de 32 milhões no mundo em 40 anos, possa ter seu vírus HIV funcionando como complicador dos esforços para acabar com a pandemia da Covid-19, que já matou mais de 3,7 milhões de pessoas em menos de um ano e meio.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.