Coronavírus

MPPR oferece denúncia criminal contra “fura-fila” da vacina em Mamborê

Suspeito tentou se passar por caminhoneiro para ser imunizado contra Covid-19

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com Assessoria de Imprensa | MPPR
MPPR oferece denúncia criminal contra “fura-fila” da vacina em Mamborê
(Foto: Rodrigo Sigmura/RIC Mais)

22 de junho de 2021 - 10:07 - Atualizado em 22 de junho de 2021 - 10:07

O Ministério Público do Paraná ofereceu na segunda-feira (21) denúncia criminal contra um homem, de 39 anos, que se apresentou como falso caminhoneiro em Mamborê, no Noroeste do Paraná, para receber a vacina contra Covid-19.

Segundo o MPPR, o suspeito é funcionário de uma papelaria e não pertence a qualquer grupo prioritário para ser imunizado. Ainda de acordo com o MP, o acusado apresentou certificado de registro de uma carreta reboque, com intuito de induzir o erro da equipe de saúde responsável pela vacinação.

A Promotoria de Justiça alega que para a comprovação de pertencimento à categoria de caminhoneiro, é exigida a apresentação do certificado de propriedade de um caminhão ou carteira de trabalho comprovando ser caminhoneiro. Outro opção é apresentar carta frete ou contrato de trabalho nos 30 dias anteriores a imunização.

A ação requer que o homem seja condenado à pagar indenização por danos morais coletivos no valor mínimo de R$ 50 mil. Além disso, o Ministério Público pede a condenação por estelionato, com pena prevista de reclusão de uma a cinco anos, acrescentada de um terço por se tratar de crime contra a Administração Pública.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.