Coronavírus

Médico que defendeu ‘tratamento precoce’ morre de Covid-19 no Paraná

Raphael D’Amore Zardo morreu nesta segunda-feira (20) em Curitiba

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Médico que defendeu ‘tratamento precoce’ morre de Covid-19 no Paraná
Raphael D'amore Zardo faleceu por complicações da Covid. Foto: Reprodução redes sociais.

21 de setembro de 2021 - 10:00 - Atualizado em 21 de setembro de 2021 - 10:25

O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) anunciou nesta segunda-feira (20) a morte por Covid-19 do cardiologista Raphael D’Amore Zardo, de 53 anos, que atuava na “linha de frente” contra a doença. Ele é o sexto médico do estado a morrer por Covid no mês de setembro. Desde o começo da pandemia já são quase 100 vítimas.

Nas redes sociais, Zardo havia se posicionado a favor do “tratamento precoce”, que geralmente é associado a remédios como cloroquina, hidroxicloroquina e invermectina, medicamentos sem eficácia comprovada para a cura da Covid, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O RIC Mais questionou o CRM se ele tinha tomado a vacina contra a doença e aguarda posicionamento do órgão. O Hospital São Vicente, onde o médico atuava, informou que esta informação é pessoal e que não se manifestaria. Os profissionais da saúde foram uma das primeiras categorias a serem vacinadas no país.

Zardo faleceu no Hospital Pilar de Curitiba onde estava internado há dias por causa de complicações da Covid. Ele completaria 54 anos nesta quarta-feira (22). Formado pela Universidade Federal do Paraná, tinha 28 anos de experiência e era associado à Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Natural de Ponta Grossa, o médico era casado com a advogada Priscila Lechinewski Gouveia Zardo e deixa dois filhos, Matheus Gouveia Zardo e Raphael Gouveia Zardo, este estudante de Medicina. Ele era irmão da também médica Roberta D’Amore Zardo, e primo de Arnaldo D’Amore Zardo, especialista em clínica médica.

O Hospital São Vicente, onde ele trabalhava lamentou a morte do profissional.

“Seu carisma e profissionalismo marcaram a história de muitos pacientes e colegas. Nossos mais sinceros sentimentos à família e aos amigos”.

afirmou a instituição em nota.

A cerimônia de despedida é nesta terça-feira (21), às 16h, no Cemitério Jardim da Saudade II, em Pinhais, na Grande Curitiba. O velório será em igreja na Rua Leopoldo Belczak, no bairro Capão da Imbuia.

Outros seis médicos do PR morreram em setembro

Além de Zardo, em setembro morreram no Paraná também a pediatra Ivone Terumi Shinike, o anestesiologista Renato de Oliveira Siervi, o pediatra Valduino Geraldini, Nivaldo Luiz Duarte, juntamente com um dos filhos, e ainda João Ferrario Lopes Neto.