Coronavírus

Maringá prorroga decreto de medidas restritivas, mas com algumas alterações

Prefeitura alterou algumas medidas do decreto, principalmente em relação  a templos religiosos, em face da chegada da Páscoa.

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da Prefeitura de Maringá
Maringá prorroga decreto de medidas restritivas, mas com algumas alterações
Foto: Geraldo Bubniak/AEN

26 de março de 2021 - 19:56 - Atualizado em 26 de março de 2021 - 19:56

A Prefeitura de Maringá prorrogou o decreto nº 674, de 15 de março de 2021, que estabelecia medidas restritivas na cidade. O novo decreto, publicado nesta sexta-feira (26), começa a valer a partir das 5 horas (manhã) do dia 29 de março e vigora até as 5 horas de 6 de abril.

O decreto suspende boa parte das atividades comerciais e de serviços nos dias 2 (Sexta-feira Santa), 3 e 4 de abril de 2021, exceto postos de combustíveis (com proibição da abertura de lojas de conveniência); distribuidoras de água e gás; farmácias; clínicas médicas e laboratórios de análises clínicas, radiologia e congêneres. As igrejas terão autonomia para organizar as atividades com a presença de até 15% da capacidade do templo, ressalvado os dias 2, 3 e 4 de abril, quando a capacidade poderá ser de até 30%.

Restaurantes, lanchonetes e similares

Restaurantes, lanchonetes, pizzarias, sorveterias, lojas de açaí, carrinhos de lanche, food trucks, lojas da praça de alimentação dos shoppings, padarias, açougues, casas de massas, peixarias, quitandas, frutarias e similares poderão funcionar de segunda a domingo, com atendimento presencial com consumo no local até as 15h. A retirada no balcão e drive thru ficará liberada até as 20 horas e o delivery até as 23h.

Academias

As academias de pilates, ginástica, luta, natação e similares estarão autorizadas a funcionar das 6h às 19:30 horas, com até 30% de sua capacidade máxima. Aulas e treinos deverão ter no máximo 50 minutos e frequência somente com prévio agendamento, com obrigatoriedade do uso de máscara para clientes e colaboradores.

Os espaços também deverão disponibilizar uso de tapete sanitizante na entrada e entrega de kit para cada aluno com álcool 70% e toalhas ou lenços para higienização de cada equipamento, antes e depois de sua utilização. Os estabelecimentos deverão permanecer de portas e janelas abertas, proporcionando ampla ventilação, dentre várias outras regras.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.