Coronavírus

Maringá contraria recomendação do Ministério da Saúde e é 1ª cidade do PR a vacinar adolescentes com 17 anos

Em nota técnica divulgada na última quarta-feira (15), Ministério da Saúde não recomenda a vacinação ao público geral abaixo dos 18 anos

Renan
Renan Vallim / Repórter
Maringá contraria recomendação do Ministério da Saúde e é 1ª cidade do PR a vacinar adolescentes com 17 anos
Nesta quinta-feira (16), a vacinação para o público maior de 18 anos seguiu até as 21h (Foto: PMM)

17 de setembro de 2021 - 10:23 - Atualizado em 17 de setembro de 2021 - 10:28

O prefeito de Maringá, Ulisses Maia (PSD), anunciou que a vacinação contra a covid-19 desta sexta-feira (17), será destinada para o público maior de 17 anos. A decisão contraria recomendação mais recente do Ministério da Saúde, que, em nota técnica divulgada na última quarta-feira (15), não recomenda a vacinação ao público geral abaixo dos 18 anos.

De acordo com o prefeito Ulisses Maia, o município segue uma recomendação da fabricante de um dos imunizantes, a Pfizer, que libera a vacinação para esta faixa etária. “Há uma recomendação técnica da Pfizer de que é perfeitamente possível e seguro vacinar maiores de 12 anos contra o coronavírus. Tanto é que em outros lugares do Brasil isso já tem ocorrido. Países da Europa e também os EUA já vacinaram essa faixa etária. Então, tendo vacinas, nós vamos vacinar”, disse ele, em entrevista na noite desta quinta-feira (16) no Cidade Alerta Maringá, da RIC Record TV.

O prefeito deixa claro que apenas os imunizantes da Pfizer serão aplicados. “Recebemos um lote de 16 mil vacinas da Pfizer nesta semana. Parte delas já foi aplicada na população de 18 anos. Como temos estoque de vacina, vamos aplicar”, ressaltou.

A aplicação das doses para os adolescentes em Maringá ocorrerá nas UBSs Zona 7, Iguaçu, Pinheiros, Zona Sul, Mandacaru e Tuiuti, entre 9h e 17h.

Para receber a vacina é necessário apresentar documento pessoal com foto, CPF, comprovante de endereço no nome da pessoa a ser vacinada ou no nome dos pais e carteira de vacinação. Quem não tem comprovante de residência no nome deve atualizar o cadastro na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua casa antes de se vacinar contra a covid-19. É obrigatória a presença de um dos pais ou responsável maior de idade.

O anúncio da vacinação de adolescentes ocorre depois que a Prefeitura de Maringá bateu recorde ao vacinar mais de 12 mil pessoas em um único dia (1ª e 2ª dose).

Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde revisou a recomendação de vacinação de adolescentes contra a covid-19. Em nota técnica publicada na quarta-feira (15), o ministério passou a recomendar a vacinação apenas para os adolescentes entre 12 e 17 anos que tenham deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade.

A pasta citou, entre outros argumentos para revisar a recomendação, o fato de que os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades ainda não estão claramente definidos e que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomenda imunização de adolescentes com ou sem comorbidades.

A OMS, entretanto, não chegou a afirmar que a imunização de adolescentes não deveria ser realizada. Em vídeo publicado em junho, a organização disse apenas que, neste momento, a vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos não é prioritária.

Em uma entrevista dada nesta quinta-feira (16), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reiterou a nota técnica do ministério em que suspendeu a vacinação de adolescentes sem comorbidades entre 12 e 17 anos e afirmou que mesmo os já vacinados não deveriam tomar a segunda dose.

“Adolescentes que foram vacinados, a orientação é parar por aí, independentemente da vacina”, disse o ministro, advogando que pais e mães não levem seus filhos para tomar a segunda dose.

O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, divulgou um vídeo dizendo que, seguindo a nota técnica do Ministério da Saúde, recomenda aguardar a liberação da vacinação para o público entre 12 e 17 anos. “Fomos surpreendidos com esta nova nota técnica do Ministério da Saúde. Estamos debatendo o assunto e somente vamos avançar na vacinação para pessoas entre 12 e 17 anos quando tivermos garantia de termos todas as doses necessárias. Não vamos tomar nenhuma decisão equivocada“, disse Beto Preto.

2ª dose

A 2ª dose é destinada para todos os públicos. Confira na caderneta de vacinação se já chegou o momento de receber a imunização completa. Leve o documento pessoal com foto e carteira de vacina. Confira os locais e horários da vacinação:

AstraZeneca:
9h às 17h: UBSs Tuiuti, Iguaçu, Iguatemi, Guaiapó-Requião, Pinheiros e Policlínica Zona Sul

9h às 16h: UBSs Morangueira, Vila Operária, Floriano, Aclimação, Alvorada III, Império do Sol, Grevíleas, Universo, Cidade Alta e Olímpico.

Pfizer:
9h às 16h: UBSs Morangueira, Vila Operária e Alvorada 3

Coronavac:
9h às 16h: UBSs Vila Operária, Morangueira, Alvorada 3 e Império do Sol

9h às 17h: UBS Iguaçu