Coronavírus

Lote de vacinas da Coronavac que chegaria ao Paraná retorna a São Paulo por determinação da Anvisa

A carga será verificada em razão da mudança no processo fabril do imunizante no Instituto Butantan

Daniela
Daniela Borsuk
Lote de vacinas da Coronavac que chegaria ao Paraná retorna a São Paulo por determinação da Anvisa
(Foto: Américo Antonio/SESA)

22 de setembro de 2021 - 11:42 - Atualizado em 22 de setembro de 2021 - 11:42

Após a determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o recolhimento de lotes de vacinas contra a Covid-19 que foram interditados por serem envasados em laboratórios não inspecionados pelo órgão, 338.200 doses do imunizante Coronavac que chegariam ao Paraná nesta quarta-feira (22) devem retornar para São Paulo. As vacinas são do lote (202108112H). A carga será verificada em razão da mudança no processo fabril do imunizante no Instituto Butantan.

Ainda, a Secretaria de Estado da Saúde informou que recebeu 187.800 doses de Coronavac no sábado (4), mas não explicou se as vacinas chegaram a ser distribuídas ou não. O que foi confirmado foi a distribuição de 3.200 doses do lote L 202106038, que foi descentralizado para as Regionais de Saúde nos dias 28 de julho e 13 de agosto, com vacinas envasadas no mesmo procedimento considerado irregular.

Em nota, a Secretaria de Saúde explicou que “aguarda orientações da Anvisa e do Ministério da Saúde, reforçando que não há motivo para alarmismo e que as vacinas fabricadas pelo Instituto Butantan são seguras e eficazes contra o coronavírus. O Paraná já aplicou mais de 11 milhões de doses, de quatro imunizantes diferentes, e segue firme da campanha de vacinação”.

Confira os lotes impactados

Segundo a Anvisa, 12.113.934 doses de lotes cujo recolhimento foi determinado pela Anvisa já foram distribuídos. São eles: IB: 202107101H, 202107102H, 202107103H, 202107104H, 202108108H, 202108109H, 202108110H, 202108111H, 202108112H, 202108113H, 202108114H, 202108115H, 202108116H e L202106038.