Coronavírus

Lotação de pessoas e narguilé: Aifu aplica mais de 1 milhão em multas no final de semana

Desde o começo do ano, o valor total dos autos lavrados é de aproximadamente já chega a R$ 24,3 milhões

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais Com informações da Prefeitura Municipal de Curitiba
Lotação de pessoas e narguilé: Aifu aplica mais de 1 milhão em multas no final de semana
(Foto: Pedro Ribas/SMCS)

13 de setembro de 2021 - 21:11 - Atualizado em 13 de setembro de 2021 - 21:18

Em 20 vistorias realizadas pela Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu), 15 estabelecimentos foram interditados nos bairros de Curitiba e região central da cidade, no último final de semana. Ao todo, foram aplicados R$ 1,1 milhão em multas a partir do descumprimento das medidas sanitárias. O trabalho resultou em 19 autos de infração lavrados.

No período de 6 a 11 de setembro, foram 67 estabelecimentos vistoriados dos quais 28 terminaram interditados e 37 autos de infração lavrados no total de R$ 2.246.100,00 em multas.

Fim de semana

Desde a última sexta-feira (10) as equipes fiscalizaram dez estabelecimentos, paralisaram as atividades em cinco deles e lavraram sete autos de infração. Foram autuados um bar no São Francisco, por não garantir o distanciamento mínimo entre os clientes (R$ 10 mil), outro bar no São Francisco, por não controlar a lotação de pessoas (R$ 50 mil).

No Boa Vista, um bar foi autuado por permitir o consumo de narguilé (R$ 10 mil). No Prado Velho, as equipes autuaram uma casa noturna por não garantir o distanciamento mínimo entre os clientes (R$ 50 mil) e no Boqueirão um bar foi autuado pelo mesmo motivo, mas levo o dobro da multa (R$ 100 mil).

Outros dez estabelecimentos foram fiscalizados no sábado (11) nos bairros Centro, Seminário, Batel, Parolin, Água Verde, Alto da XV, Cajuru e Tarumã. Todos foram autuados e 12 autos de infração foram lavrados ultrapassando R$ 1 milhão em multas.

As equipes encontraram situações que colocam em risco a vida das pessoas a partir da contaminação pelo coronavírus em um bar no Centro, onde foram aplicados 3 autos de infração por falta de controle no distanciamento entre as pessoas (R$ 150 mil), em um bar no Seminário, por não controlar a lotação de pessoas (R$ 200 mil) e em um restaurante do Batel, que deixou de controlar o distanciamento mínimo entre as pessoas (R$ 50 mil).

Também foram autuados por não controlarem o distanciamento entre as pessoas bares nos bairros Parolin (R$ 30 mil), Água Verde (R$ 10 mil), três no Alto da XV com valores de R$ 100 mil, R$ 10 mil e R$ 50, de acordo com a gravidade apresentada no momento da vistoria.

Outros estabelecimentos autuados foram uma tabacaria no Cajuru, por permitir o consumo de narguilé (R$ 100 mil) e um bar no Tarumã, por falta de controle do distanciamento (R$ 100 mil).

Resultados

Desde 5 de janeiro, quando entrou em vigor a Lei 15799, as Ações Integradas de Fiscalização Urbana (Aifu) vistoriaram 4.211 estabelecimentos, de diferentes áreas do comércio. Destes, 976 foram flagrados descumprindo as medidas sanitárias obrigatórias e acabaram interditados e 1.902 autos de infração foram lavrados para pessoas físicas, empresas e comércios.

O valor total dos autos lavrados é de aproximadamente R$ 24,3 milhões. Todos os cidadãos e empresas autuadas tem direito a se defender em processo administrativo.