Coronavírus

MPT pede interdição de frigorífico no Paraná por surto de coronavírus

Gabriel
Gabriel Azevedo com informações do MPT-PR
MPT pede interdição de frigorífico no Paraná por surto de coronavírus

5 de junho de 2020 - 21:06 - Atualizado em 5 de junho de 2020 - 21:06

O Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT-PR) ingressou, nesta sexta-feira (5), com uma ação civil pública contra a Cooperativa Agroindustrial de Cascavel (Coopavel), na qual recomenda o “imediato afastamento de todos os empregados e trabalhadores terceirizados” das unidades dos frigoríficos FRIAVES e FRISUÍNOS, em Cascavel, no Oeste do Paraná, por causa do número crescente de casos de Covid-19 e falhas na adoção de procedimentos de prevenção à disseminação da doença.

De acordo com o MPT-PR, todos os funcionários, terceirizados ou não, devem ser afastados por um período mínimo de 14 dias para a realização de testes.

Atualmente, a Coopavel é a segunda empresa do ramo frigorífico com mais casos confirmados de Covid-19 no estado, de acordo com o MPT-PR. São 118 trabalhadores contaminados. Até o momento, já foram registrados 477 casos confirmados e duas mortes entre trabalhadores de frigoríficos no Paraná.

Procurada, a cooperativa não se manifestou sobre ação civil pública.


Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.