Coronavírus

Índices Covid em alta: prefeitura de Maringá convoca reunião com ‘vizinhos’

Prefeitura já se posicionou que medidas mais restritivas ajudam a reduzir os índices da doença. Este deve ser o foco da reunião com os quatro municípios conurbados com Maringá nesta quarta, que devem discutir medidas restritivas coordenadas

Giselle
Giselle Ulbrich
Índices Covid em alta: prefeitura de Maringá convoca reunião com ‘vizinhos’
(FOTO: Rafael Silva)

25 de maio de 2021 - 17:16 - Atualizado em 25 de maio de 2021 - 17:16

A Prefeitura de Maringá entrou em alerta em relação aos índices de Covid-19 na cidade, nesta terça-feira (25). Os números subiram, o que levou a prefeitura a convocar uma reunião com os municípios conurbados para discutirem ações que possam reduzir os números. A reunião ocorrerá na manhã de quarta-feira (26) e certamente discutirá medidas mais restritivas, visto que a prefeitura já se posicionou em relação à eficácia delas na redução dos índices.

A nota divulgada pela prefeitura de Maringá, nesta terça-feira (25), mostra que a taxa de positividade (percentual de pessoas que positivaram para Covid, do total de exames feitos) está em 52,25%, dado apurado em 24 de maio para a data de 17 de maio.

Isso indica que cada 100 pessoas com sintomas do tipo gripal (coriza, dor de garganta, espirros, febre leve etc.) aproximadamente 52 delas são positivados com a Covid-19. O adequado, diz a prefeitura, seria de 5%. E o satisfatório seria de 20%.

O Índice R de transmissilidade aumentou 31,18%, saltando de 0,93 para 1,22, entre os dias 6 e 22 de maio. Este índice indica que 100 pessoas contaminadas espalham o vírus para outras 122 pessoas.

O índice que indica a incidência de contaminação também merece atenção. Ele indica que a contaminação média está em 328,25 por 100 mil habitantes (mil/hab). No início de março estava em 445 e ao final de abril, em função dos decretos restritivos, foi reduzida para 157 contaminados por 100 mil/hab. O satisfatório para a Incidência de Contaminação seria abaixo de 100 contaminados por 100 mil/hab.

No entender da prefeitura, a redução da Incidência de Contaminação mostrou a eficácia dos decretos restritivos da prefeitura de Maringá. No período dos decretos restritivos, a Incidência de Contaminação recuou de 445 para 157 entre março e abril. A partir de abril e maio a Incidência de Contaminação manteve-se no patamar e com alta.

Ocupação hospitalar

As estimativas de ocupação hospitalar e de UTI são calculadas com base na Incidência de Contaminação. Do total de pessoas contaminadas, 15 a 20% destas pessoas serão hospitalizadas, com 3% delas precisando de UTI.

Como a Incidência de Contaminação é 328,25 por 100 mil/ha no momento, até 55 pessoas contaminados pelo coronavírus precisarão de atendimento médico-hospitalar. Destas, 10 precisarão de UTI. E conforme a prefeitura de Maringá, a ocupação de enfermarias e UTIs Covid já está em 100% na região.

Indicador de Óbitos

O número de óbitos caiu 61%, como reflexo dos decretos restritivos. Porém com a retomada da contaminação, o indicador de óbitos volta à tendência de crescimento. A quantia de óbitos, no momento, é de 7,69% das pessoas contaminadas (dados apurados em 22 de maio).

Reunião

Temerosa com os índices e com o aumento da procura pelos serviços de saúde, a Prefeitura de Maringá agendou uma reunião com municípios conurbados para às 10h desta quarta-feira. O assunto será a adoção de medidas mais severas de isolamento social, para tentar frear os números e colapso do sistema de saúde.

“Precisamos de unicidade de ações. Temos um intercâmbio muito grande de pessoas entre as cidades conurbadas e decretos em diferentes estágios. As ações coordenadas são fundamentais para preservar vidas e reduzir a pressão sobre a capacidade hospitalar do SUS e também de hospitais privados”, explica o prefeito Ulisses Maia. 

Devem estar na reunião representantes de Sarandi, Marialva, Mandaguaçu e Paiçandu, além de Maringá.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.