Coronavírus

Hospitais de Londrina desativam leitos para Covid-19 por baixa demanda e equipe comemora conquista

Foram desligados 40 leitos do Hospital da Zona Norte e 30 do Hospital da Zona Sul

Ana Clara
Ana Clara Marçal / Estagiária com supervisão de Bruna Melo
Hospitais de Londrina desativam leitos para Covid-19 por baixa demanda e equipe comemora conquista
Foto: Reprodução/Facebook

30 de julho de 2021 - 13:37 - Atualizado em 30 de julho de 2021 - 13:37

Dois hospitais de Londrina, no norte do Paraná, tiveram leitos de enfermaria usados para tratamento da Covid-19 desativados devido à baixa ocupação. Nesta segunda-feira (26), 30 leitos do Hospital da Zona Sul (HZS) foram desligados. No dia 16 deste mês, o Hospital da Zona Norte (HZN) já havia desativado 40 leitos. Agora, eles serão redirecionados para atendimento clínico e cirurgias eletivas.

Em comemoração à baixa de casos e à possível melhora da pandemia na cidade, funcionários do HZS publicaram um vídeo mostrando os equipamentos sendo deligados e recolhidos. “O Hospital já atendeu mais de 5 mil pacientes com a doença desde março de 2020. Agora, estes leitos serão redirecionados para atendimento a pacientes clínicos e cirurgias eletivas”, a Secretaria de Saúde do Paraná publicou. Confira o vídeo:

No dia 1º de agosto, a previsão é que outros 40 leitos de UTI para o novo coronavírus do Hospital do Coração sejam desativados.

Os leitos haviam sido aumentados, no início da pandemia, em decorrência do crescimento no número de casos e da necessidade de atendimento. Agora, Londrina conta com 136 leitos de enfermaria para Covid-19.

Segundo boletim publicado nesta quinta-feira (29), o município tem 70.327 casos de Covid-19 acumulados. Desses, 67.996 são de curados e outros 1.865 de óbitos. Os casos ativos somam 466, estando 96 em UTIs, 56 em enfermarias e 314 em tratamento domiciliar.