Coronavírus

Guaratuba libera acesso às praias e suspende barreiras sanitárias na entrada da cidade

O toque de recolher das 20h às 5h, decretado pelo Governo Estadual, foi mantido

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Guaratuba libera acesso às praias e suspende barreiras sanitárias na entrada da cidade
Foto: caetano051068/Wikimedia Commons

8 de abril de 2021 - 16:33 - Atualizado em 8 de abril de 2021 - 16:44

A Prefeitura de Guaratuba, no litoral do Paraná, liberou o acesso às praias, faixas de areia, calçadão, rios, baías, praças, jardins e morros, de segunda a domingo, das 5h às 20h.

O decreto Decreto Municipal 23.817, publicado nesta quarta-feira (7), suspendeu ainda o funcionamento de barreiras sanitárias nas entradas do município, mas manteve o toque de recolher determinado pelo Governo Estadual.  

De acordo com o documento, complexos esportivos, ginásios de esportes, estádio, campos, pistas de skate, playgrounds, áreas sociais e de lazer de condomínios e prédios permanecem interditados. 

A administração municipal aponta que a flexibilização pode ser revista, a qualquer momento, conforme a “transmissão comunitária e a situação epidemiológica da covid-19 no município, nos municípios circunvizinhos e em toda a 1ª e a 2ª Regional de Saúde do Estado do Paraná”. Clique aqui para ver o decreto na íntegra.

Barreiras sanitárias e fechamento da orla

As barreiras sanitárias e o fechamento das orlas – mesmo para moradores locais- iniciaram no litoral do Paraná em meados de março. Na ocasião, as prefeituras decidiram pelas medidas rígidas de circulação depois que a capital decretou uma espécie de lockdown, no dia 13 de março, e a quantidade de turistas nas cidades aumentou instantaneamente.

Os municípios que as medidas são:

  • Antonina
  • Guaraqueçaba
  • Guaratuba
  • Matinhos
  • Morretes
  • Paranaguá e Pontal do Paraná

Com as barreiras sanitárias funcionando, só podem acessar as cidades do litoral caminhões com insumos de abastecimento diversos e quem mora ou trabalha na região. A comprovação deve ser feita através de documentos oficiais (faturas de água e luz, crachás, cartas das empresas, ou qualquer outro que comprove o vínculo da pessoa com a cidade).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.