Coronavírus

Mais de mil pessoas esperam na fila por leitos covid no Paraná

Nesta terça-feira (25), o Paraná tinha a maior taxa de transmissão do país

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações do Governo do Estado
Mais de mil pessoas esperam na fila por leitos covid no Paraná
(Foto: Aria Dias/AEN)

26 de maio de 2021 - 10:04 - Atualizado em 26 de maio de 2021 - 10:04

Dados do Governo do Estado do Paraná mostram que 1.120 pessoas aguardam por leitos, de enfermaria ou UTI, para tratamento da covid-19. Os números atualizados nesta terça-feira (25) revelam que a maior parte dos pacientes aguardam por internamento nas Unidades de Terapia Intensiva, ao todo são 577 pessoas.

De acordo com os dados, a Região Metropolitana de Curitiba é a que concentra o maior número de pessoas esperando por leitos. Ao todo, 369 pacientes estão na fila com suspeita ou resultado positivo para a covid-19. Destes, 176 precisam de um lugar nas UTIs e 193 de um leito na enfermaria.

Nas demais cidades da região Leste, 227 pessoas aguardam por leitos, sendo 115 precisando de internamento na UTI. Confira os dados de cada região:

  • Oeste: 85 pessoas esperando por UTI; 74 por enfermaria
  • Noroeste: 102 pessoas esperando por UTI; 133 por enfermaria
  • Norte: 99 pessoas esperando por UTI; 31 por enfermaria
  • Leste: 115 pessoas esperando por UTI; 112 por enfermaria
  • Central de Leitos Metropolitana de Curitiba: 176 pessoas esperando por UTI; 193 por enfermaria

Cenário preocupante

A lotação de leitos de UTI está acima de 90% desde o começo do ano, mesmo com 1.916 leitos disponibilizados na rede exclusiva SUS, com a dificuldade adicional de mais de mil pacientes aguardando internação em leito Covid-19 (UTI e clínico). Eles estão em unidades básicas ou de pronto atendimento. Há, ainda, uso intensivo do chamado kit intubação, gerando quedas nos estoques do Estado.

A taxa de transmissão do Paraná é a pior do País, segundo o portal Loft.Science, utilizada por pesquisadores da área. É de 1,14 nesse momento, enquanto a média nacional é de 1,03. O indicador acima de 1 significa transmissão acelerada da doença. 

O Paraná superou em maio a barreira de 1 milhão de casos. Neste mês, até a terça-feira (25), foram divulgados 119.984 casos e 3.411 óbitos, o que representa 11,2% e 13,4% dos registros desde o começo da pandemia, em março de 2020. Entre os números por data de ocorrência, o mês de maio somou 101.262 casos e 2.265 óbitos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.