Coronavírus

Em dois dias, Curitiba aplica 2.042 doses da Coronovac

Para a primeira fase de vacinação Curitiba recebeu 23.160 doses da Coronavac

Carol
Carol Machado da equipe de estágio RIC Mais, sob supervisão de Guilherme Becker com informações da Secretaria Municipal da Saúde
Em dois dias, Curitiba aplica 2.042 doses da Coronovac
Foto: RODRIGO FELIX LEAL/AEN

22 de janeiro de 2021 - 07:45 - Atualizado em 22 de janeiro de 2021 - 09:01

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba aplicou nesta quinta-feira (21) 1.235 doses da Coronovac, vacina que imuniza contra o novo coronavírus. Foram vacinados moradores, funcionários e cuidadores de 35 instituições de longa permanência e indígenas.

Com isso, o número total de imunizados no programa que teve início nesta quarta (20) chega a 2.042 moradores da capital.

Convocados pelo Saúde Já

De acordo com a SMS nenhum cidadão precisa procurar os serviços de saúde em busca da vacina. Toda a população será convocada, de acordo com o fluxo de vacinação, pelo aplicativo Saúde Já.

Para essa primeira fase de vacinação Curitiba recebeu 23.160 doses da Coronavac. O montante é referente às primeiras doses a serem aplicadas no público prioritário elencado pelo Plano Municipal de Imunização.

As vacinas para a segunda dose ficarão estocadas no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) e serão repassadas ao município nas próximas semanas, assim que encerrada a primeira rodada de vacinação.

Ao todo Curitiba deve receber nessa primeira etapa cerca 46.320 unidades de vacina, contando primeira e segunda dose. A primeira remessa deve contemplar 27,5% das 79.910 pessoas da primeira fase do plano municipal.

Grupos

A vacinação será feita em grupos distintos. Os grupos que estão sendo vacinados nesse momento ou que já foram vacinados são:

  • 250 profissionais da enfermagem que atuarão como vacinadores na campanha;
  • cerca de 6 mil moradores, funcionários e cuidadores das 127 instituições de longa permanência;
  • 93 indígenas aldeados da aldeia Kakané-Porã, na Regional Tatuquara;
  • cerca de 12 mil profissionais de saúde da linha de frente da pandemia em toda a cidade;
  • as equipes das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu);
  • profissionais de serviços de remoção médica particulares.

Ao todo são cerca de 2.500 profissionais. Ainda não há uma data para a segunda fase da vacinação. O próximo grupo a ser vacinado será realiza para o seguinte grupo:

  • Idosos acamados;
  • pessoas acima 80 anos;
  • pessoas entre 79 e 75 anos, de 74 a 70, de 69 a 65 e de 64 a 60;
  • funcionários e população privada de liberdade.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.