Coronavírus

Vereadores de Curitiba transformam educação em serviço essencial

A aprovação foi em segundo turno, com 22 votos favoráveis, 11 contrários e 1 abstenção

Guilherme
Guilherme Barchik
Vereadores de Curitiba  transformam educação em serviço essencial
Foto: Ilustrativa/Arquivo N.Com/Vivian Honorato

16 de fevereiro de 2021 - 14:00 - Atualizado em 16 de fevereiro de 2021 - 14:03

Na manhã desta terça-feira (16), os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba aprovaram o projeto que torna a educação como serviço essencial, válido apenas durante a pandemia do coronavírus. O projeto vale tanto para escolas da rede pública quanto para a rede privada do município.

A aprovação foi em segundo turno, com 22 votos favoráveis, 11 contrários e 1 abstenção. O projeto passa agora pela redação final e depois para vai para sanção do prefeito Rafael Greca (DEM).

A prefeitura vai precisar identificar professores, funcionários e alunos do grupo de risco que serão dispensados das atividades presenciais até que sejam vacinados.

Volta às aulas: Curitiba define protocolos

As normas para estudantes e profissionais da educação adotarem no retorno às aulas presenciais na rede municipal de Curitiba estão previstas em protocolo elaborado a partir por um comitê da Secretaria Municipal de Saúde.

Entre os principais cuidados estão distanciamento socialuso de máscaras por crianças e profissionaisaferição de temperatura na entrada e limpeza dos pés em tapetes sanitizantes, interdição de bebedouros coletivos, além de horários escalonados para intervalo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.