Coronavírus

Donos de restaurantes afirmam que vão abrir as portas mesmo em bandeira vermelha

Em poucas horas, a postagem de Beto Madalosso ganhou repercussão e o empresário acabou deletando o post

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Donos de restaurantes afirmam que vão abrir as portas mesmo em bandeira vermelha
(Foto: Reprodução/ Instagram)

30 de maio de 2021 - 14:58 - Atualizado em 30 de maio de 2021 - 17:07

Após o último decreto publicado nesta sexta-feira (28) pela Prefeitura de Curitiba impor restrições mais rígidas para o controle da disseminação da covid-19 na capital com a bandeira vermelha, proprietários de restaurantes da cidade se revoltaram com a determinação de fechamento dos estabelecimentos – que estão autorizados a funcionar somente por delivery, drive-thru e retirada em balcão – e chegaram a mencionar que iriam abrir as portas mesmo com impedimento do decreto.

Nas redes sociais, o chef Beto Madaloso anunciou que abriria o restaurante Carlo Ristorante neste domingo (30), mesmo com o decreto que proíbe as atividades não essenciais em vigor. Em poucas horas, a postagem ganhou repercussão.

Além da mensagem “Estamos atendendo, descumprindo o decreto. Enquanto houver ônibus circulando, meu restaurante permanecerá aberto. Venha fiscalização. Venha Aifu. Tragam o prefeito. Quero conversar com ele pessoalmente”, a galeria no Instagram trazia diversas matérias que falavam sobre a disseminação do vírus, a ocupação de leitos na cidade e sobre a inauguração de um novo espaço de lazer de Curitiba, realizado durante a pandemia e que contou com a presença do prefeito Rafael Greca.

No entanto, apesar da postagem, a equipe de produção da RIC Record TV apurou que Beto Madaloso não abriu as portas para o almoço neste domingo (30).

Além de Beto Madalosso, outros empresários também se manifestaram apoiando a decisão dele. O proprietário de um restaurante localizado no bairro Tarumã afirmou que hoje não fez o atendimento, mas que pretende abrir as portas durante a semana. “Entendemos que precisamos trabalhar, somos serviços essenciais e precisamos honrar nossos compromissos”, comentou ele.

Em posicionamento oficial sobre a manifestação dos empresários, a Associação Brasileira de Bares, Restaurantes e Casas Noturnas (Abrabar) informou que os advogados da instituição estão sendo consultados e um protesto será organizado de “forma bem técnica, com faixas e dentro da constitucionalidade”.

Empresário afirma que não apagou posts

Após grande repercussão, Beto Madalosso voltou a postar, desta vez, afirmou que não apagou as postagens iniciais, mas que o post do feed teria caído, saindo do ar. Veja!

(Reprodução / Instagram)
(Reprodução / Instagram)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.