Coronavírus

Novo decreto de Foz do Iguaçu entra em vigor nesta segunda-feira (29); confira o que muda

As medidas para controle e prevenção do coronavírus determinam novos horários para o comércio

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Novo decreto de Foz do Iguaçu entra em vigor nesta segunda-feira (29); confira o que muda
(FOTO: DIVULGAÇÃO/ ACIF)

28 de junho de 2020 - 18:32 - Atualizado em 28 de junho de 2020 - 18:33

O decreto nº 28.253, publicado no Diário Oficial pela Prefeitura de Foz do Iguaçu na última sexta-feira (26), entra em vigor nesta segunda-feira (29). As medidas, que servem para controlar e prevenir o contágio do coronavírus, determinam horário limite para funcionamento do comércio de acordo com o setor.

Além disso, o novo decreto determina, pelo período de 14 dias, o bloqueio regional no Distrito Sanitário Leste, com a suspensão das atividades não essenciais e a implantação do controle dos acessos no perímetro compreendido entre as seguintes ruas:
I – Avenida Sérgio Gasparetto com a Avenida Mário Filho;
II – Avenida Mário Filho com Rua Assunção;
III – Rua Assunção com Rua Itapemirim;
IV – Rua Itapemirim com Avenida Jules Rimet;
V – Avenida Jules Rimet com Rua José Geraldo de Almeida;
VI – Rua José Geraldo de Almeida com Avenida Mário Filho;
VII – Avenida Mário Filho com Rua Enio Kuster;
VIII – Rua Enio Kuster com Avenida Alemanha;
IX – Avenida Alemanha com Rua Palestra Itália;
X – Rua Palestra Itália com Rua Inglaterra;
XI – Rua Inglaterra com Rua Bonito Lindo;
XII – Rua Bonito Lindo com Rua Martin Pescador;
XIII – Rua Martin Pescador com Rua Gralhas;
XIV – Rua Gralhas com Avenida Sérgio Gaspareto.

Novos horários para o comércio em Foz do Iguaçu

Os estabelecimentos comerciais tiveram uma adequação no horário para continuar funcionando em Foz do Iguaçu. Divididos de acordo com os setores que operam, as atividades comerciais deverão respeitar as determinações e assim diminuir o fluxo e aglomeração de pessoas. Confira os horários:

5h às 8h e das 18h às 22h
– operação logística carga e descarga.
5h às 15h
– comércio e distribuição de produtos hortifrutigranjeiros.
5h às 22h
– distribuidoras de água e gás;
– lojas de conveniência em postos de combustíveis;
– transporte coletivo urbano municipal.
6h às 21h
– panificadoras e confeitarias;
– lanchonetes;
– autoescolas;
– personal trainers, clínicas de fisioterapia e estúdios de pilates;
– academias de ginástica, musculação, crossfit, dança, natação e
hidroginástica;
– atividades esportivas sem contato físico;
– academias e quadras de tênis em condomínios e clubes.
9h às 17h
– serviços de lavagem de veículos.
7h às 19h
– serviços de coleta de recicláveis, remoção e transporte de entulhos;
– despachantes aduaneiros;
– transporte e entrega de cargas em geral;
– serviços de seguros;
– clínicas médicas, veterinárias e serviços de saúde;
– setor industrial e da construção civil, em geral;
– lavanderias.
8h às 12h
– feiras livres que ocorrem no período da manhã.
8h às 14h
– despachantes de trânsito e serviços de emplacamento;
– Biblioteca Pública Municipal;
– serviços públicos municipais (exceto Saúde, Segurança, Assistência Social, Tecnologia da Informação, Fiscalização e Protocolo).
8h às 20h
– estacionamentos privados.
8h às 21h
– supermercados, mercados e mercearias;
– lojas e serviços localizados no interior de supermercados.
8h30 às 17h30
– cartórios e tabelionatos.
9h às 17h
– escritórios e sociedades de profissionais liberais; (escritórios de contabilidade, durante o período de finalização da declaração do Imposto de Renda, até o dia 30 de junho, poderão funcionar das 8h às 21h);
– imobiliárias;
– oficinas mecânicas, manutenção e reparação de veículos;
– concessionárias e revendedoras de veículos;
– oficinas de assistência técnica;
– feira da Amizade e Feira Livre do Terminal da Vila Portes;
– comércio varejista e atacadista da região compreendida entre a Vila Portes, Jardim Jupira, Jardim Central e Vila Brasília.
9h às 19h
– casas lotéricas;
– casas de câmbio.
10h às 15h
– instituições bancárias (permitido 1h antes da abertura para serviços internos)
10h às 18h
– comércio varejista e atacadista localizados na região central entre Vila Iolanda, Jardim América e Vila Maracanã e na região da Vila A, nas avenidas Sílvio Américo Sasdelli e Garibaldi;
– serviços de callcenter.
11h às 19h
– comércio varejista e atacadista (exceto região Central, Vila Portes e Vila A).
11h às 22h
– restaurantes, food trucks e traillers de alimentação.
12h às 20h
– shopping centers (supermercados, bancos, casas lotéricas no interior do shopping poderão funcionar nos seus respectivos horários);
– Feira Iguaçu.
13h às 21h
– barbearias e salões de beleza;
– atelier de costuras;
– clínicas e centros de estéticas;
– estúdios de tatuagem;
– estandes de tiro;
– estúdios fotográficos;
– sedes administrativas de instituições de ensino;
– cursos profissionalizantes, de reciclagem profissional ou tecnológicos, cursos ou aulas de reforço escolar, cursos de línguas estrangeiras, cursos de música, teatro, dança, artes visuais, artesanato e circo.
16h às 21h
– feiras livres que ocorrem à tarde.
24h
– serviços de urgências e emergência em saúde e veterinárias;
– farmácias e manipulação de fórmulas;
– postos de combustíveis;
– segurança pública e privada, incluídas vigilância;
– serviços de assistência social de proteção social especial de alta complexidade;
– serviços funerários;
– serviço de fiscalização pelos órgãos fiscalizadores municipais;
– socorro mecânico;
– provedores de acesso às redes de comunicações, telecomunicação e internet;
– serviço de transporte remunerado privado individual de passageiros;
– Terminal Rodoviário Internacional de Passageiros;
– meios de hospedagem;
– serviço de coleta de resíduos pela concessionária;
– lavanderia industrial e hospitalar. 
Clique aqui e confira o decreto na íntegra.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.