Coronavírus

Covid-19: Curitiba mantém bandeira laranja por mais 14 dias

No domingo de Dia das Mães, no entanto, as restrições não serão aplicadas

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Covid-19: Curitiba mantém bandeira laranja por mais 14 dias
(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

28 de abril de 2021 - 17:25 - Atualizado em 28 de abril de 2021 - 17:32

A Prefeitura de Curitiba anunciou nesta quarta-feira (28) que deve manter a bandeira laranja e, portanto, as restrições para o combate à pandemia de Covid-19.

Por conta da movimentação no comércio prevista para a comemoração do Dia das Mães, o Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde decidiu abrir uma exceção para abertura do comércio e atividades apenas no domingo da data comemorativa (9).

“Foi uma decisão com muita cautela, pensando em dar oportunidade para os filhos e mães comemorem a data, mas, claro, com toda a segurança dos protocolos. Trata-se de uma exceção que não flexibiliza as medidas de prevenção, como controle de pessoas, distanciamentos, uso de máscara e higiene das mãos. Abusos serão fiscalizados”,

alerta Márcia Huçulak, secretária municipal da Saúde de Curitiba.

A medida consta no novo decreto como uma excepcionalidade, e se aplica aos estabelecimentos que constam no artigo 3º, observadas todas as modalidades de atendimento e restrições de horários. A medida não se aplica para o próximo domingo (2).

Alerta 

Embora a avaliação dos indicadores da bandeira se mantenha estável – a nota ficou em 2 -, o cenário exige restrições e medidas de prevenção contra o novo coronavírus. 

“Estamos em um platô ainda muito alto, o que nos deixa em total estado de alerta. É preciso que todos adotem as medidas de prevenção e cumpram os protocolos, essa é uma missão para toda a população”, alerta a secretária.  

Principais serviços que poderão abrir excepcionalmente no domingo de Dia das Mães (9/5), com regras e protocolos:
  • Atividades comerciais de rua não essenciais, galerias e centros comerciais: das 9 às 19 horas
  • Atividades de prestação de serviços não essenciais, escritórios em geral, salões de beleza, barbearias, atividades de estética, serviços de banho, tosa e estética de animais e imobiliárias: das 9 às 22 horas 
  • Academias de ginástica para práticas esportivas individuais: das 6 às 23 horas
  • Shopping centers: das 11 às 22 horas  
  • Restaurantes: das 10 às 23 horas 
  • Lanchonetes: das 6 às 23 horas
  • Panificadoras, padarias e confeitarias de rua: das 7 às 18 horas 
  • Comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, distribuidoras de bebidas, peixarias e açougues: das 6 às 23 horas
  • Mercados, supermercados e hipermercados: das 6 às 23 horas
  • Lojas de conveniência em postos de combustíveis: das 6 às 23 horas
  • Comércio de produtos e alimentos para animais: das 6 às 23 horas
  • Lojas de material de construção: 6 às 23 horas
  • Comércio ambulante de rua: das 6 às 23 horas.

O novo decreto entra em vigor a partir do dia 29 de abril de 2021.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.