Coronavírus

Ainda faltam 98 mil doses para finalizar imunização de idosos em Curitiba, diz Greca

O prefeito disse contar com o compromisso do Governo Federal em enviar as remessas prometidas

Daniela
Daniela Borsuk com Prefeitura de Curitiba
Ainda faltam 98 mil doses para finalizar imunização de idosos em Curitiba, diz Greca
(Foto: Reprodução/ Prefeitura de Curitiba)

17 de abril de 2021 - 16:05 - Atualizado em 17 de abril de 2021 - 16:05

Pertencente ao grupo de 65 anos do cronograma da vacinação contra a covid-19, o prefeito Rafael Greca recebeu a primeira dose do imunizante na manhã neste sábado (17/4), no Pavilhão da Cura, no Parque Barigui. Também reafirmou que a Prefeitura está pronta para receber mais doses e atua em várias frentes para vacinar toda a população. 

“Se nos derem a vacina, imunizamos todo mundo. Temos capacidade de vacinar  mais de 15 mil pessoas por dia. Ontem (17), vacinamos 15.277 curitibanos. Estou profundamente feliz com a dose desse frasco de esperança que foi aplicado em mim, mas também ansioso de cumprir meu dever de imunizar a cidade inteira”.

declarou o prefeito. 

Atualmente o município precisa aguardar os novos lotes de vacina encaminhados pelo Ministério da Saúde. O prefeito disse contar com o compromisso do Governo Federal em enviar as remessas prometidas e que o município segue buscando alternativas para assegurar a imunização contra a covid-19 aos curitibanos. 

Entre elas, estão os protocolos de intenção de compra de vacinas já assinados, como o com a rede de prefeitos e governadores para a compra das doses. “Temos os recursos e estamos fazendo tudo o que é possível”, reforçou.

Somente para completar o atual grupo prioritário, dos idosos acima de 60 anos em Curitiba, ainda são necessárias 98 mil doses. Greca lembrou também a necessidade de imunizar forças de segurança e professores. 

Prefeito imunizado

Nascido em 17 de março de 1956, Greca chegou ao Pavilhão da Cura do Parque Barigui por volta da 11h, seguindo o cronograma definido pelo município, que programou a vacinação para os curitibanos com 65 anos completos e nascidos entre 1º de janeiro e 30 de junho para o período da manhã.

Recebido pela secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, o prefeito preencheu o termo de vacinação, passou pela recepção e aguardou com os demais curitibanos ser chamado no painel eletrônico. Ao seguir para a sala de vacinação, cumprimentou e agradeceu aos profissionais de saúde. 

(Foto: Thais Camargo/ RIC Record TV)

“Eu, que fiquei perto dos laços da morte porque tive covid, quero agradecer a equipe valorosa do SUS curitibano e todos que geraram este imunizante em menos de um ano e tornam possível essa emoção que estou sentindo, a emoção de um brasileiro imunizado”.

disse o prefeito.

Dose de esperança

A técnica em enfermagem Angela Cristina Machado foi quem aplicou a vacina no prefeito de Curitiba. Ele recebeu uma dose da Coronavac, do Instituto Butantan. Além das orientações para a próxima dose, ela repetiu ao chefe do executivo municipal a frase “Que possa ter esperança”, que fala a todos que imuniza. 

“Foi uma honra vaciná-lo. Ver a alegria não só dele, mas de cada curitibano vacinado é um privilégio. Em um momento de tristeza, trazemos uma dose de esperança”.

disse Ângela. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.