Carol Crozeta
Emagreça sua Vida

Por Carol Crozeta

Saúde
Carol Crozeta

Como controlar a Compulsão Alimentar?

A compulsão acontece por razões psicológicas e/ou por razões fisiológicas que desequilibram os hormônios e neurotransmissores, fundamentais para a saúde do ser humano.

Como controlar a Compulsão Alimentar?

13 de setembro de 2020 - 08:02 - Atualizado em 11 de novembro de 2020 - 10:31

Quem nunca sofreu algum tipo de compulsão alimentar ao longo da vida, que atire a primeira pedra.

O vício é definido no dicionário como um hábito repetitivo, é tudo aquilo que você faz sem pensar, quando está no “piloto automático”. Usualmente os vícios causam prazer imediato, sendo os mais comuns os relacionados ao uso álcool, tabaco, drogas ou por alimentos.

Comer chocolate, fast food e beber refrigerantes todos os dias, são exemplos de vícios alimentares. Todo vício pode gerar danos como a culpa, ansiedade, estresse, baixa autoestima e a depressão, podendo desencadear a chamada compulsão alimentar.

Compulsão alimentar é portanto o ato de comer descontroladamente, onde o indivíduo come até acabar o alimento ou até ele passar mal. Algumas pessoas chegam a comer um pacote inteiro de bolacha recheada, uma barra de chocolate, comem todos os docinhos e salgadinhos do aniversário, ou então, enquanto come o almoço já está pensando na sobremesa.

Quem nunca passou por isso?

As compulsões alimentares geralmente são por alimentos “gordos” como o chocolate, o doce, refrigerantes, salgadinhos, sorvetes, massas, frituras e pizza.

Você já viu pessoas com compulsão por brócolis, vagem ou por cenoura?

Duvido muito!

E por que os vícios alimentares são por alimentos “gordos”?

Porque esse tipo de alimento tem carboidrato simples e açúcar, que podem ser tão viciantes ao cérebro quanto o álcool e outras drogas. Quanto mais carboidratos e açúcar você come, mais carboidrato e açúcar você quer!

Quando você come o carboidrato ele é metabolizado em glicose, ativando o hormônio insulina. A insulina é utilizada pelo seu corpo como energia e seu excesso é armazenado como gordura corporal.

A compulsão acontece por razões psicológicas e/ou por razões fisiológicas que desequilibram os hormônios e neurotransmissores, fundamentais para a saúde do ser humano.

Temos dois principais hormônios que influenciam na saciedade: a Grelina e a Leptina. Grelina é hormônio que te dá fome, estimulando a vontade de comer. A Leptina é hormônio da saciedade, suprimindo a vontade de comer.

Pessoas acima do peso ou compulsivas por comida normalmente tem um desequilíbrio entre esses dois hormônios. A Grelina se eleva e a leptina sofre oscilações ao longo do dia, assim você não consegue distinguir se realmente está com fome, necessitando do alimento para nutrir seu corpo, ou se está apenas com vontade de comer.

DICAS DE COMO CONTROLAR A COMPULSÃO ALIMENTAR:

  • Evite comprar alimentos ruins, não saudáveis. Não tenha em casa alimentos sabotadores que você não resista.
  • Coma devagar, mastigue os alimentos. Na ansiedade e compulsão alimentar as pessoas comem rápido, não degustam os alimentos e repetem a refeição. Você deve prestar atenção na sua alimentação.
  • Tenha uma alimentação rica em fibras. As refeições ricas em fibras são processadas mais lentamente, promovendo assim uma maior e mais prolongada sensação de saciedade, impactando na redução da ingestão alimentar.
  • Pratique atividade física, pois os exercícios liberam serotonina o hormônio do prazer e bem-estar. Para pessoas mais ansiosas indico a prática de Yoga e meditação que auxiliam no controle da ansiedade.

Busque sempre a sua melhor versão com o auxílio do profissional, ele auxiliará você nessa caminhada.

Nutricionista Dra. Carolina Crozeta

Site: www.carolcrozeta.com

E- mail: carol@carolcrozeta.com

Instagram: @nutricionistacarolcrozeta

Agendamentos Whatsapp (41) 99932-0086

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.