Saúde

AS BAGAGENS TRAZIDAS PARA O CASAMENTO

O que um casal carrega em sua “bagagem” para o casamento precisa de revisão ou de manutenção?

Clarice
Clarice Ebert
AS BAGAGENS TRAZIDAS PARA O CASAMENTO
Bagagem

3 de junho de 2021 - 16:49 - Atualizado em 3 de junho de 2021 - 16:55

Quando duas pessoas se casam, figurativamente carregam certas bagagens para o casamento. Por um lado, transportam uma bagagem que precisa de revisão, e por outro lado uma bagagem que precisa de manutenção.

A bagagem que precisa de revisão

A bagagem que os cônjuges trazem para o casamento, que representa a estrutura relacional com a família de origem, os amigos, a igreja, o trabalho e os hobbies, precisará de revisões e readaptações. Isso não significa abandonar as relações anteriores ao casamento, mas a forma de interação com cada uma delas terá que passar por reestruturações e reconfigurações.

O casamento terá poucas chances de dar certo, se os cônjuges mantiverem as mesmas estruturas relacionais da vida de solteiros. Ao se casarem será necessário incluir o cônjuge na agenda e na vida, e como prioridade. Outras revisões necessárias dizem respeito aos padrões familiares que ambos herdaram da família de origem. Isso inclui a forma de lidar com o dinheiro, o sexo, os conflitos, os cuidados da casa e a educação dos filhos.

As revisões são facilitadas pelo recurso do diálogo, pela proatividade na cooperação, pela construção da confiança e pela reciprocidade na parceria.

A bagagem que precisa de manutenção

A bagagem que cada cônjuge traz para o casamento, que representa a identidade pessoal, precisará ser mantida. A identidade pessoal diz respeito à essência, que evidencia as particularidades e pessoalidades de cada cônjuge em suas diferenças. Isso não significa acolher posturas narcísicas e características negativas e tóxicas do jeito de ser de uma pessoa. Evoluir para ser melhor é necessário para todos, e o crescimento deve ser conduzido com auto responsabilidade.

Manter a bagagem da identidade pessoal, significa promover um casamento em que ambos tenham lugar para existir como pessoa e possam se expressar de forma livre e espontânea. Caso não houver espaço para a essência de cada cônjuge existir no casamento, uma pessoa poderá adoecer, ou mesmo o casamento poderá não evoluir.

A manutenção da bagagem da identidade pessoal, de ambos os cônjuges, fortalecerá o amor, o respeito e a ética, e conduzirá ao distanciamento de violências, agressividades e injustiças. A chave para a manutenção dessa bagagem está na aceitação e na abertura para o crescimento pessoal e conjunto. Assim, ambos contribuirão para o aprofundamento da intimidade, favorecendo que se encontrem como pessoas em sua inteireza.

Para um casamento evoluir em profundidade, é necessário revisar a bagagem da estrutura relacional e promover a manutenção da bagagem da identidade pessoal dos cônjuges. As revisões e manutenções adequadas das bagagens trazidas para o casamento favorecerão uma convivência mais leve, prazerosa e com sentido.