Saúde

A importância do cuidado com a saúde bucal em tempos de coronavírus

Instituto Odontológico Dr. Christian Andrade atinge a marca de mais de 20 mil implantes realizados e ressalta como os cuidados com a saúde bucal influenciam na saúde geral

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
A importância do cuidado com a saúde bucal em tempos de coronavírus

29 de março de 2021 - 17:40 - Atualizado em 31 de março de 2021 - 12:06

Diante da pandemia do novo coronavírus e a necessidade do uso de máscaras, muitas pessoas deixaram os cuidados bucais de lado e adiaram a visita ao dentista. E o resultado disso? A alta incidência de cáries e doenças gengivais – além, como veremos, de outras complicações de saúde.

A boca é uma das principais portas de entrada de vírus e bactérias. Não é à toa que manter uma boa higiene oral e realizar os cuidados diários (como escovar os dentes regularmente e ir ao dentista) pode prevenir maiores complicações – inclusive diminui as chances de desenvolver doenças pulmonares, que são fatores de riscos para o covid-19.

A saúde bucal influencia na saúde do corpo todo

A frase: “a saúde começa pela boca” está corretíssima, visto que ela é uma das principais “portas de entrada” do organismo (o que inclui alimentos, muitos tipos de medicamentos e também micro-organismos).

“Ao ignorar os cuidados bucais, pequenas infecções podem evoluir para quadros mais graves, como acarretar na extração dentária ou até mesmo ameaçar a saúde em geral”, explica o Dr. Christian Andrade. “Por isso, além dos cuidados diários em casa, em que já é possível prevenir outros problemas, é interessante realizar uma avaliação e limpeza mais profunda em um consultório odontológico.”

Muitos problemas se manifestam sutilmente pela boca, o que pode ser o primeiro ponto para o diagnóstico. Por exemplo, o acúmulo de placa bacteriana pode causar a inflamação e a retração da gengiva, tornando-a mais sensível e suscetível a outras infecções. A má higiene bucal pode também desencadear uma pneumonia.

É claro que a higiene bucal não impede a infecção do novo coronavírus, mas reduz as chances de proliferação. É um método profilático.

O Dr. Christian reforça também a necessidade de trocar a escova dental regularmente, de preferência a cada 3 meses, e toda vez que o paciente se recuperar de uma infecção ou gripe. Essa troca ajuda a evitar o acúmulo excessivo de micro-organismos nas escovas.

Não adie a sua visita ao dentista

A perda dentária é um problema sério que afeta pessoas de todas as idades. Doença periodontal (infecção gengival), traumas/acidentes, excesso de açúcar e a falta de higiene bucal (falta de escovação, uso irregular de fio dental) são algumas das principais causas.

Com o tempo, os ossos perdem suas propriedades devido à reabsorção óssea, fazendo com que ocorra a retração da gengiva. Por isso, quanto antes for feita a reposição dos dentes, melhor. E menores são as chances de se ter alguma complicação.

A opção mais eficaz e segura para substituir um ou mais dentes perdidos são os implantes dentários.

Em 2020, o Instituto Odontológico Dr. Christian Andrade atingiu a marca de 20 mil implantes realizados. Cada procedimento colabora de maneira significativa para a saúde e qualidade de vida dos pacientes.
“Esse marco significa muito para nós, pois não se trata apenas de um número, mas de pessoas, de sorrisos, de momentos, alegrias e tudo que nos motiva dia após dia a acordar de manhã e querer transformar a vida do maior número possível de pessoas.”

selo_ricmais_publis

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.