Notícias

Saiba mais: Dicionário do novo Coronavírus!

Quarentena, distanciamento social e COVID-19. Nos últimos meses uma série de termos técnicos entrou no cotidiano de milhões de brasileiros devido a pandemia do novo Coronavírus. Confira o dicionário da doença!

Gabriel
Gabriel Azevedo especial e exclusivo para o RIC Mais
Saiba mais: Dicionário do novo Coronavírus!

27 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 27 de abril de 2020 - 00:00

Quarentena, distanciamento social e COVID-19. Nos últimos dias uma série de termos técnicos entrou no cotidiano de milhões de brasileiros devido a pandemia do novo Coronavírus. Confira neste post o dicionário da nova doença!

Dicionário do novo Coronavírus

Coronavírus
  • Os coronavírus compõem uma família de vírus que passam por mutações. Atualmente, o que causou a pandemia é um deles. Costumam causar resfriados comuns e doenças mais graves, como a SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que pode levar à morte. Este novo coronavírus também pode ser chamado de COVID-19 ou SARS-CoV-2. 
COVID-19
  • Vem da sigla de Coronavirus Disease 2019, que pode ser traduzida livremente como Doença do Coronavírus de 2019. Este é o nome dado à doença causado pelo novo coronavírus, ainda que o nome seja utilizado também para se referir ao parasita. 
Casos confirmados
  • Casos em que os exames confirmaram a presença do novo coronavírus em pacientes que tiveram os sintomas e recorreram às unidades de saúde. 
Casos suspeitos
  • Casos de pacientes que tiveram contato com pessoas contaminadas e que podem apresentar os sintomas da doença. Também pode ser referente a quem viajou para áreas com alto número de contaminação, como França, Itália e China, ainda que não tenham sido feito testes para confirmação.
Distanciamento social
  • Medida de afastamento tomada para evitar a disseminação do vírus. Isso acontece por meio da diminuição do contato e da aglomeração de pessoas. Além de indicar a permanência em casa, o distanciamento social também refere-se ao fechamento de comércio e à transição do trabalho para o regime de home office. O objetivo é diminuir a velocidade com que o vírus se alastra.
Epidemia
  • Epidemia é o nome dado ao aumento no número de doentes transitórios. O volume de pessoas costuma ser acima do que é comum a uma região e pode impactar milhares de pessoas. Também é corriqueiro que as epidemias sobrecarreguem hospitais das localidades e exijam medidas mais drásticas por parte dos líderes políticos de cada região. 
Estado de calamidade pública
  • Decretado quando acontece uma situação anormal em alguma localidade. Podem ser desastres naturais ou disseminação de vírus de forma descontrolada e rápida. O objetivo do decreto é fazer com que os governos consigam recursos de forma simplificada para reduzir os danos à população e aos serviços públicos essenciais.  
Grupo de risco
  • Grupo de pessoas que têm alto risco de infecção ou complicação no caso de serem acometidas. No caso do novo coronavírus, estas pessoas podem desenvolver quadros respiratórios graves. Fazem parte do grupo de risco na pandemia atual os fumantes, diabéticos, idosos, imunodeprimidos, pacientes oncológicos, hipertensos e pessoas portadoras de doenças crônicas ou autoimunes. 
Isolamento domiciliar
  • Nome dado à permanência das pessoas em suas próprias casas para evitar a disseminação do vírus. A ideia é achatar a curva de contágio e separar os saudáveis dos infectados, diminuindo o aparecimento de novos casos. 
Máscara N-95
  • Máscara que cobre nariz e boca e que deve ser utilizada por quem está infectado ou por quem apresenta sintomas. A ideia é evitar que gotículas de saliva se propaguem no ar e infectem novas pessoas. 
Paciente assintomático
  • São pacientes que foram infectados pelo coronavírus e, portanto, estão com ele no organismo. Ainda assim, não apresentam sintomas, mas ainda são agentes transmissores da doença. No caso da COVID-19, é alto o número de pacientes assintomáticos, exigindo o distanciamento e o isolamento social para evitar que o grupo de risco seja acometido e que a doença seja disseminada. 
Pandemia
  • Nome dado a uma epidemia em escala global, ou seja, que acontece em pessoas de uma grande região, como países e continentes. 
Período de incubação
  • Tempo entre a contaminação e o aparecimento dos primeiros sintomas. No caso do coronavírus, os primeiros sinais podem ser a tosse seca e a febre e acontecem entre dois e 14 dias. Mesmo sem sintomas, a pessoa contaminada pode transmitir o vírus para outros. 
Quarentena
  • Termo utilizado para se referir à separação de pessoas saudáveis das que foram expostas ao vírus para evitar e desacelerar a disseminação da doença.

Respirador

  • Equipamento que introduz ar nos pulmões de um paciente por meio de um tubo colocado no nariz ou na boca do doente.
Taxa de letalidade
  • Número médio de pessoas que morrem por conta da doença. É obtido pela divisão entre número de mortes e número de casos. Cada local tem uma taxa diferente; tudo depende da rapidez no diagnóstico e na capacidade de atendimento dos hospitais públicos e privados. 
Taxa de mortalidade
  • Diferentemente da taxa de letalidade, esta é calculada por meio da divisão de mortos por casos de toda a população. Pode ser definido como o risco de morte de qualquer pessoa do planeta por conta da doença.
Transmissão comunitária
  • Transmissão comunitária é quando acontece a infecção de alguém que não viajou para os locais com altos índices de contaminação e que não teve contato com casos conhecidos, ou seja, é quando a transmissão está acontecendo de forma acelerada e não há formas de identificar como ela aconteceu.  
OMS

Organização Mundial da Saúde, órgão da Organização das Nações Unidas (ONU). Responsável por orientar e decretar medidas de proteção à população para evitar a disseminação da doença.