Notícias

Retorno das aulas presenciais em Londrina e região não tem data definida

Cidades como Cascavel e Maringá já divulgaram planos para a volta às salas de aula; londrinenses aguardam posicionamento da prefeitura e do Núcleo Regional de Educação

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do Blog.Londrina/ N.Com
Retorno das aulas presenciais em Londrina e região não tem data definida
(FOTO: EDUARDO MATYSIAK)

8 de maio de 2021 - 12:42 - Atualizado em 8 de maio de 2021 - 12:42

Com o início da vacinação dos profissionais da educação, cidades do Paraná se programam para a volta às aulas presenciais na rede pública. Londrina ainda não tem previsão de retorno. O último decreto publicado pela prefeitura suspende as atividades até 16 de maio. 

Em Maringá, a programação para a volta é no dia 24 de maio. Porém, não é a presença obrigatória, cabe aos pais decidirem enviar ou não os filhos às escolas. Já em Cascavel, as aulas começam na próxima segunda-feira, com sistema escalonado. 

Na terça-feira (4), o governador do Paraná Ratinho Júnior informou que os núcleos regionais de educação poderiam começar a organizar os retornos a partir de 10 de maio. A data é paralela à vacinação dos profissionais da educação, que deve acontecer neste mês, junto à das pessoas com comorbidades. 

Os londrinenses seguem no aguardo de atualizações sobre a volta às aulas por parte da prefeitura e do Núcleo Regional de Educação de Londrina. O Núcleo abrange também as cidades de Alvorada do Sul, Bela Vista do Paraíso, Cafeara, Cambé, Centenário do Sul, Florestópolis, Guaraci, Ibiporã, Jaguapitã, Lupionópolis, Miraselva, Pitangueiras, Porecatu, Prado Ferreira, Primeiro de Maio, Rolândia, Sertanópolis e Tamarana. 

Atualmente, Londrina tem 52.130 casos confirmados de covid-19 e 1.300 óbitos pela doença. O agendamento para a vacinação de profissionais da educação iniciou na quarta-feira (5). Grupo de risco entre 55 e 59 anos começou a receber as doses nesta sexta-feira (7).

Aulas presenciais para reforço escolar

Embora as aulas ainda não tenham uma data para voltar, a prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), está atendendo, de forma presencial, alunos do ensino fundamental da rede municipal que estejam em situação de vulnerabilidade social. São alunos sob risco de evasão escolar, que apresentem baixo índice de aprendizagem ou cujas famílias enfrentem dificuldades para acessar os meios digitais.

No total, os atendimentos deverão contemplar entre 11 e 12 mil crianças por dia, até o final do mês de maio. Todas as unidades escolares do Município estão envolvidas nessas ações, desde abril.

Esses atendimentos acontecem por meio das consultas pedagógicas e do programa de reforço escolar. As crianças da educação infantil também são atendidas, com o objetivo de fortalecer os vínculos afetivos entre professor e aluno, bem como apoiar as famílias através de ações pedagógicas.

As atividades seguem as regras estabelecidas pelo Decreto nº 500/2021, publicado em 30 de abril, que permite o atendimento pedagógico de até três crianças por sala de aula, seguindo os protocolos aprovados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.