Notícias

Reportagem sobre chantagem à primeira-dama é vetada por juiz do DF

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

11 de fevereiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 11 de fevereiro de 2017 - 00:00

O presidente Michel Temer, ao lado da primeira-dama, Marcela Temer (Foto: Reprodução/EBC)

Os achaques ocorreram em 2016 com informações obtidas por um hacker do celular de Marcela Temer

O jornal Folha de S.Paulo e outros veículos de comunicação estão proibidos de publicar reportagens sobre informações obtidas por um hacker no celular da primeira-dama Marcela Temer. A decisão foi tomada nesta sexta-feira (10), pelo juiz Hilmar Castelo Branco Raposo Filho, da 21.ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

A ordem foi dada a pedido de advogados de Marcela, após o jornal publicar em seu site notícia com o conteúdo de chantagens feitas pelo criminoso.

O juiz concedeu a medida em caráter de “urgência”, sem prejuízo de um exame mais aprofundado a posteriori. Em sua decisão, publicada às 18h56 de ontem, Raposo Filho argumenta que a “inviolabilidade da intimidade de Marcela tem resguardo legal claro”.

Os achaques ocorreram entre 4 e 18 de abril de 2016. O hacker Silvonei José de Jesus Souza foi preso em 11 de maio e condenado em 24 de outubro. Ele foi sentenciado a 5 anos e 10 meses de prisão em regime fechado por extorsão e estelionato.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.