Notícias

Relator da MP da Eletrobras diz que parecer reflete visão do governo e Congresso

Reuters
Reuters
Relator da MP da Eletrobras diz que parecer reflete visão do governo e Congresso
Sede da Eletrobras, no Rio de Janeiro (RJ)

17 de junho de 2021 - 17:42 - Atualizado em 17 de junho de 2021 - 17:46

BRASÍLIA (Reuters) – O relator da MP da Privatização da Eletrobras, senador Marcos Rogério (DEM-RO), afirmou nesta quinta-feira que foi feito todo um esforço de adequação do texto para a aprovação da medida provisória e negou que as emendas acolhidas por ele sejam “jabutis”, como são chamados temas desconectados do escopo principal da matéria.

Ao defender a aprovação da MP na votação prevista para esta quinta-feira, o relator disse que seu parecer reflete tanto a visão do governo quanto a visão de senadores, já que alguns deles tiveram sugestões acatadas por Marcos Rogério.

“Não aprovar neste momento também significaria impacto negativo ou impacto para aumento de tarifa de energia, considerando todas as variáveis que circundam esse tema”, disse o senador em plenário.

“Todo o esforço feito, tanto no âmbito da Câmara dos Deputados, quanto por esta relatoria aqui no Senado Federal com a colaboração do conjunto de senadores, foi garantir a aprovação da medida provisória, com a capitalização da Eletrobras, devolvendo a ela protagonismo no setor elétrico, capacidade real de investimento, para modernização do parque de geração e de transmissão, e com foco sobretudo na modicidade tarifária, na redução do preço da energia”, acrescentou.

A MP precisa ter sua tramitação concluída nas duas Casas até a próxima terça-feira ou perde a validade. Como o parecer de Marcos Rogério promove alterações ao texto produzido pelos deputados, caso seja aprovado, terá de retornar à Câmara para uma segunda votação.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5G1EP-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.