Notícias

Reino Unido se aproxima de acordo por vacina com União Europeia, diz The Times

Reuters
Reuters

27 de março de 2021 - 13:22 - Atualizado em 27 de março de 2021 - 13:22

(Reuters) – O Reino Unido está próximo de fechar um acordo por vacinas com a União Europeia, o que pode acontecer ainda neste fim de semana e encerraria a ameaça do bloco de cortar o fornecimento britânico, segundo o jornal The Times, neste sábado.

Sob o novo acordo, a UE retirará a ameaça de proibir a exportação de vacinas da Pfizer-BioNTech para o Reino Unido, acrescentou.

Em troca, o governo britânico concordaria em renunciar a alguns fornecimentos de longo prazo da vacina Oxford-AstraZeneca que seriam exportados de uma fábrica na Holanda comandada pela Halix, uma empresa terceirizada contratada pela AstraZeneca, disse o jornal.

No entanto, a UE nunca ameaçou proibir a exportação de vacinas, mas disse que poderia bloquear, analisando caso a caso, remessas específicas a países com maiores taxas de vacinação ou que não exportam doses para a UE.

“Estamos apenas no começo da discussão com o Reino Unido. Não haverá discussões ao longo do fim de semana”, afirmou uma fonte da comissão da UE neste sábado, acrescentando que enviar vacinas produzidas na Halix não fazia parte das conversas.

Uma segunda fonte da UE havia dito anteriormente que o bloco não tem intenção de dividir com o Reino Unidos insumos da vacina da Halix, que já produziu o suficiente para entre 15milhões e 20 milhões de doses e pode fazer o equivalente a 5 milhões de doses por mês. O governo britânico, a Pfizer-BioNTech e a AstraZeneca não estavam imediatamente disponíveis para comentários.

(Reportagem de Akriti Sharma e Aakriti Bhalla em Bengaluru; reportagem adicional de Sabine Siebold e Francesco Guarascio em Bruxelas)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.