Notícias

Rafinha ou Nikão, quem vai decidir o Athletiba?

Ambos os jogadores possuem muita história em suas respectivas equipes

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com colaboração de Andressa Fernandes e Vinícius Moschen
Rafinha ou Nikão, quem vai decidir o Athletiba?
Rafinha e Nikão podem decidir o Athletiba

31 de julho de 2020 - 16:00 - Atualizado em 2 de agosto de 2020 - 11:30

Rafinha e Nikão são jogadores com muita história em suas respectivas equipes
Imagens: Divulgação/Site Oficial do Coritiba e Miguel Locatelli/Athletico Paranaense. Arte: Vinícius Moschen

Athletico e Coritiba decidem o Campeonato Paranaense pela 19º vez na história. Em todo clássico, há sempre um jogador que se destaca e que pode decidir o campeão. Rafinha e Nikão são as apostas para esta final.

Embora sejam os grandes destaques desta temporada para suas equipes, tanto Rafinha quanto Nikão nunca marcaram gols contra o maior rival.

Nikão – Athletico

Aos 28 anos – recém completados – Nikão vive uma de suas fases de maior protagonismo no Athletico. Após o desmanche ocorrido entre o final da última temporada e o início da atual, ele é um dos únicos remanescentes no setor ofensivo da equipe vencedora da Copa Sul-Americana e Copa do Brasil. 

Na temporada 2020, o jogador vem acumulando boas atuações por diversas competições, incluindo o Campeonato Paranaense e a Libertadores. Cada vez mais ele se torna o cérebro da equipe – o Athletico vai bem quando Nikão vai bem, e vice-versa. No estadual deste ano, o jogador está bem próximo do topo da tabela de artilharia, com cinco gols (Pedrinho, Bissoli e Lucas Tocantins possuem seis).

Apesar disso, o retrospecto em Athletibas não é tão grande. Segundo informações dos portais SofaScore e oGol, Nikão não tem nenhum gol marcado contra o rival alviverde em sete partidas disputadas.

Rafinha – Coritiba

Ídolo da torcida Coxa-branca, o meia Rafinha costuma ser decisivo em jogos importantes. Em 2010 em sua primeira passagem pelo Coritiba, foi campeão brasileiro da Série B e  Tetracampeão paranaense.

Em sua segunda passagem pelo clube, o jogador de 36 anos tem sido o “motor” da equipe, com gols e assistências em momentos decisivos, como no jogo da classificação contra o Cianorte.

Na briga pela artilharia do Campeonato Paranaense, Rafinha e Robson também entram na disputa com quatros gols cada.

O meia disputou 15 Atletibas, venceu 7, empatou 6 e perdeu apenas 2 vezes, mas nunca marcou nenhum gol contra o rival. Já no quesito título, levantou a taça em todas edições do Estadual em que disputou contra o Athletico. Ao todo foram quatro.

As finais do Paranaense serão disputadas em duas partidas:

O jogo de ida será neste domingo (02), às 16h, na Arena da Baixada. A grande final acontecerá na quarta-feira (05), no Couto Pereira, às 20h.

Acompanhe as partidas pelo DAZN, e também nas transmissões da RIC Mais em parceria com a Rádio Triboleiros no Facebook e YouTube.