Eleições 2020

Quase 100% dos eleitores do Paraná têm cadastro biométrico

No Brasil, a identificação por digitais atingiu 78,08% do eleitorado, alcançando 115.469.403 pessoas

Gabriel
Gabriel Azevedo
Quase 100% dos eleitores do Paraná têm cadastro biométrico
Justiça Eleitoral realiza o cadastramento gradativo em todo o país. Meta é concluir o projeto até 2022. (FOTO: Agência Brasil)

7 de janeiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 23 de junho de 2020 - 09:51

Quase todos os 8.068.762 de eleitores do Paraná têm cadastro biométrico. As informações são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo os dados, divulgados nesta segunda-feira (6), 97,9% dos eleitores do estado foram cadastrados, são 7.906.593 de pessoas. No Brasil, a identificação por digitais atingiu 78,08% do eleitorado, alcançando 115.469.403 pessoas.

De acordo com informações da Justiça Eleitoral, até o momento, 13 estados já fizeram a revisão biométrica de mais de 99% de seus eleitores (Acre, Alagoas, Amapá, Distrito Federal, Goiás, Pará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins).

O Paraná e o Ceará concluíram a revisão biométrica dos eleitores. No entanto, ainda não alcançaram mais de 99% do eleitorado. Nos dois estados, os eleitores que não participaram da revisão dentro do prazo ainda podem fazer o cadastro da biometria diretamente nos cartórios eleitorais, de forma ordinária. Caso contrário, poderão ter o título cancelado.

Nos estados onde a revisão biométrica foi encerrada, os eleitores serão identificados pelas impressões digitais, assinatura e foto nas eleições municipais de 2020. A previsão da Justiça Eleitoral é que todo o eleitorado brasileiro esteja cadastrado na biometria até 2022.

O voto eletrônico é realidade no Brasil desde 2000, quando todos os brasileiros escolheram seus representantes municipais por meio da urna eletrônica. O castramento biométrico começou em 2008.