Notícias

Proximidade de tufão mais forte do mundo em 2020 faz Filipinas retirar 1 milhão de suas casas

Reuters
Reuters

31 de outubro de 2020 - 14:29 - Atualizado em 31 de outubro de 2020 - 14:29

Por Neil Jerome Morales

MANILA (Reuters) – Autoridades retiraram quase um milhão de moradores na ilha de Luzon, nas Filipinas, em preparação para a chegada de uma tempestade de categoria 5 – a mais forte do mundo este ano – no domingo. 

O tufão Goni, com ventos sustentados de 215 km/h e rajadas de até 265 km/h, levará ventos violentos e chuvas fortes, de acordo com autoridades de clima e desastre. 

É um dos tufões mais fortes a atingir as Filipinas desde o Haiyan, que matou mais de 6.300 pessoas em 2013. 

“Estamos passando por um momento difícil com a Covid-19 e aí vem outro desastre”, disse o senador Christopher Go, importante aliado do presidente Rodrigo Duterte, em entrevista coletiva virtual. 

Autoridades locais devem garantir que o vírus não se espalhe nos centros de retirada, afirmou ele. 

O processo de retirada preventiva já começou, com a província de Albay transportando 794 mil residentes para um local seguro, disse Ricardo Jalad, diretor executivo da agência nacional de desastres, em entrevista coletiva.

Na capital Manila e na província de Bulacan, cerca de 1.000 pacientes com Covid-19 alojados em grandes tendas de isolamento podem ser transferidos para hotéis e hospitais, disse Jalad.

As Filipinas têm o segundo maior número de infecções e mortes por Covid-19 no Sudeste Asiático, atrás apenas da Indonésia, com 380.729 casos e 7.221 mortes. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.