Economia

ProUni vai ofertar mais de 115 mil bolsas em universidades privadas

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

6 de junho de 2014 - 00:00 - Atualizado em 6 de junho de 2014 - 00:00

O Programa Universidade para Todos (ProUni) abre inscrições para o segundo semestre de 2014 no próximo dia 09 de junho e, nesta seleção, vai oferecer 115.101 bolsas de estudo. Isso representa um acréscimo de 28% com relação ao mesmo período do ano passado. As informações foram anunciadas nesta quinta-feira (05) pelo Ministério da Educação (MEC).

As inscrições estarão abertas do dia 9 ao dia 11 de junho e devem ser feitas site do ProUni na internet.

As bolsas serão ofertadas em 22.943 cursos de 943 instituições privadas de ensino superior. A maior parte delas será integral e em cursos presenciais. Do total de bolsas, 73.601 são integrais, 32% a mais que as ofertadas no segundo semestre de 2013. As parciais tiveram aumento de 21% sobre o último ano e serão 41.500. O número de bolsas em cursos presenciais aumentou 38%, passando para 90.466. As bolsas de cursos à distância serão 24.635, praticamente o mesmo número ofertado no ano passado.

O ministro da Educação, Henrique Paim, destacou o aumento do número de bolsas em cursos de engenharia, que quase dobraram em relação ao ano passado. Serão ofertadas 12.362 nesses cursos. Os cursos com maior oferta serão administração (13.168), direito (7.887) e pedagogia (7.725). A lista completa estará disponível a partir desta sexta-feira (06) no site do ProUni.

“Tivemos um crescimento expressivo do número de vagas, com destaque para o aumento de oferta nas bolsas integrais, o que é muito importante, é a qualificação dessa oferta”, analisou o ministro. Sobre os cursos, ele destacou que a oferta de bolsas está sintonizada com as necessidades do país na área de tecnologia. “Aqui temos destaque nas engenharias”, disse Paim.

Podem concorrer às bolsas do ProUni os estudantes que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede particular, na condição de bolsista integral. Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais, no valor de 50% da mensalidade, a renda bruta familiar deve ser até três salários mínimos por pessoa.

Para se inscrever, o candidato deve ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. Além disso, não pode ter tirado nota zero na redação. Outra condição é que ainda não tenha diploma de curso superior. O candidato também terá que informar o número de inscrição e a senha usados no Enem, além do CPF.

Professores do quadro permanente da rede pública de ensino, que concorrerem a cursos de licenciatura, também podem participar do ProUni. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Confira o cronograma do Prouni:

Inscrições: de 9 a 11 de junho
Resultado da 1ª chamada: 15 de junho
Comprovação de informações: de 16 a 24 de junho
Resultado da 2ª chamada: 4 de julho
Comprovação de informações: de 4 a 11 de julho
Adesão à lista de espera: 21 e 22 de julho
Comprovação de informações dos candidatos em lista de espera: 29 e 30 de julho.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.