Educação

Professores ocupam Secretaria da Educação em ato contra resolução de Richa

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

26 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 26 de janeiro de 2017 - 00:00

App Sindicato espera que governo retome o diálogo (Foto: Divulgação/App Sindicato)

Grupo de profissionais participava de debate sobre a resolução de distribuição de aulas

A Justiça determinou multa diária de R$ 50 mil e liminar da reintegração de posse do prédio da Secretaria de Estado da Educação (Seed), em Curitiba, ocupado esta manhã por professores de todo o Paraná.  

À tarde, 60 policiais foram enviados ao local e proibiram a entrada de outros professores no prédio. Pouco antes das 20h, uma oficial da Justiça esteve no local e leu a liminar da reintegração, que será discutida pelos professores. 

Entenda o caso

Dezenas de professores de todo Paraná participaram na manhã desta quinta-feira (26) de uma atividade na APP-Sindicato sobre a resolução 113/2017, anunciada recentemente pelo governador Beto Richa (PSDB), que trata da distribuição de aulas na rede estadual.

A seguir, eles seguiram para Secretaria Estadual de Educação do Paraná (Seed), para debater os pontos que prejudicam os trabalhadores, como a redução da hora-atividade e a punição a professores que ficaram doentes no ano passado.

Após a reunião com a Seed, não houve nenhum acordo. A proposta da Secretaria é que os professores deixem o prédio para que a negociação com o governo reabra, porém a APP decidiu permanecer até receber uma resposta efetiva do governo, alegando que esse vem se negando a negociar desde semana passada. 

Mudanças

Para cada 20 aulas, 7 correspondiam como hora-atividade no ano de 2016, mas na nova resolução o governo decidiu que passe a corresponder a apenas 5 aulas como hora-atividade. Para este ano, também tornam-se proibidas a atribuição das aulas extraordinárias aos professores e PSS afastados por motivos de doença e outros em 2016.

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.