Notícias

Casal suspeito de sequestrar sobrinha do ministro Sérgio Moro é preso

Homem foi localizado pela investigação, confessou o crime e entregou a comparsa

Guilherme
Guilherme Becker / Editor reportagem RIC Record TV, Maringá
Casal suspeito de sequestrar sobrinha do ministro Sérgio Moro é preso
(FOTO: REPRODUÇÃO/ RIC RECORD TV)

19 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 16:12

O casal suspeito de cometer um crime de assalto seguido por sequestro relâmpago contra a sobrinha do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o namorado, foi preso nesta quarta-feira (19). Após ser localizado em Maringá, o homem que participou da ação entregou a identidade da comparsa que estava em Sarandi. De acordo com o delegado Luiz Cláudio Alves, ambos serão autuados em flagrante.

Na noite de segunda-feira (17), a sobrinha do ministro e o namorado foram surpreendidos enquanto estavam dentro de um carro estacionado. Um casal retirou o homem de dentro do Renault Sandero e após agredi-lo, levou o veículo com a vítima dentro, fazendo-a de refém. Porém, poucas quadras depois os suspeitos bateram o automóvel e fugiram.

Sobrinha do ministro Sérgio Moro é assaltada e sequestrada em Maringá

Homem é preso e entrega comparsa

Logo após o crime e o registro do Boletim de Ocorrência, a Delegacia de Maringá iniciou as buscas para localizar os suspeitos. Nesta quarta-feira (19), o suspeito foi localizado em uma obra e a Polícia Militar foi deslocada até o local para realizar a abordagem. Após ser encaminhado a delegacia, o homem confessou o crime para o delegado Luiz Cláudio.

“Esse marginal trouxe um fato novo. Ele falou que a outra comparsa dele havia sido presa ontem (18), na cidade de Sarandi, por força de um mandado de prisão. Só que o pessoal de Sarandi não tinha noção de que ela tinha qualquer participação neste crime. Ontem ela estava perambulando pela rua e foi abordada pela Polícia Militar lá e constatado que tinha um mandado de prisão aberto. Então ele além de confessar, identificou quem seria sua comparsa”, revelou o delegado.

Os suspeitos foram identificados pela vítima do sexo masculino. Com a prisão do casal, para Luiz Cláudio o crime já está praticamente resolvido. “Caso praticamente esclarecido. Faltam poucos detalhes para finalizarmos. Autuarei em flagrante este casal”, contou o delegado. 

Confira mais detalhes: