Notícias

Jogador que matou presidente do time Nacional é indiciado por homicídio qualificado; saiba o motivo

Inquérito foi concluído nesta quinta-feira (25) e aponta que crime aconteceu por causa de mensagens da vítima no celular da mãe do jogador.

André
André Justus
Jogador que matou presidente do time Nacional é indiciado por homicídio qualificado; saiba o motivo
Imagem: Reprodução/Nacional

25 de setembro de 2020 - 13:56 - Atualizado em 25 de setembro de 2020 - 18:48

O atleta Vinicius Henrique Corsini da Silva, de 20 anos, que admitiu ter matado o presidente de honra do time Nacional de Rolândia, José Danilson Alves de Oliveira, de 58 anos, foi indiciado pela Polícia Civil do Paraná por homicídio qualificado.

O jogador é acusado por cometer crime por motivo fútil e dificultar a defesa da vítima. O inquérito foi concluído nesta quinta-feira (24) pelo delegado Bruno Silva Rocha, da Delegacia Regional de Polícia de Rolândia.

Em depoimento, a mãe de Vinícius Corsini, contou que o Danilson mandava mensagens amorosas desde 2018. O filho viu as mensagens e pediu demissão do time por causa disto. Mesmo assim, a mãe continuou recebendo mensagens.

Durante interrogatório, o jogador afirmou que recebeu dinheiro do presidente de honra do time para esquecer as mensagens que foram enviadas para a sua mãe.

O Caso

No dia do crime, na quarta-feira (16), Vinícius alegou que iria fazer um churrasco e, por isso, foi até o mercado onde comprou uma faca e carne. Na sequência, teria abordado Danílson. Durante uma discussão, o atacou com diversos golpes de faca.

Após agressão, o jogador jogou a faca em uma residência e tentou fugir, mas foi contido por populares até a chegada de uma equipe polícia.

O atleta foi encaminhado à delegacia, onde confessou o crime logo após sair de um mercado com uma faca que havia comprado.

José Danilson foi encaminhada para o Hospital do Coração, em Londrina, mas não resistiu.

Receba as melhores notícias de Londrina e região pelo Whatsapp. Faça parte do grupo!