Notícias

Premiê da Malásia ordena “lockdown total” em meio a disparada da Covid-19

Reuters
Reuters
Premiê da Malásia ordena “lockdown total” em meio a disparada da Covid-19
Pessoas recebem dose da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 na Malásia

28 de maio de 2021 - 14:39 - Atualizado em 28 de maio de 2021 - 14:40

KUALA LUMPUR (Reuters) – O primeiro-ministro da Malásia, Muhyiddin Yassin, anunciou nesta sexta-feira um “lockdown total” de âmbito nacional a partir de junho, já que as infecções de coronavírus atingiram níveis recordes no país.

Muhyiddin disse que o lockdown mais rígido entre 1º e 14 de junho contempla todas as áreas sociais e econômicas e que somente serviços essenciais e setores econômicos continuarão em operação, o que será listado pelo Conselho de Segurança Nacional.

A disseminação da Covid-19 na nação do sudeste asiático foi mais severa nas últimas semanas, em parte devido às variantes altamente transmissíveis do coronavírus. Os hospitais também estão sob pressão.

“Como o aumento mais recente de casos diários mostra uma tendência de alta drástica, a capacidade hospitalar de todo o país para tratar pacientes de Covid-19 está se tornando limitada”, disse Muhyiddin em um comunicado.

A Malásia relatou 8.290 casos novos de coronavírus nesta sexta-feira, seu quarto dia seguido de recorde de infecções, o que eleva seu total a 549.514. O número de fatalidades diárias também atinge recordes – foram 63 no início desta semana.

O país relatou 61 mortes nesta sexta-feira, alcançando um total de 2.552.

A Malásia iniciou sua campanha de inoculação contra a Covid-19, mas críticos dizem que a distribuição está lenta. Cerca de 1,7 milhão de pessoas haviam recebido ao menos uma dose de uma vacina até a quinta-feira.

(Por Rozanna Latiff e Mei Mei Chu)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4R0YW-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.