Internacionais

Premiê britânico diz que respeita, mas discorda de decisão da Suprema Corte

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

24 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 24 de setembro de 2019 - 00:00

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, comentou nesta terça-feira que a decisão mais cedo da Suprema Corte do Reino Unido de considerar ilegal a suspensão do Parlamento britânico deve ser respeitada, embora ele discorde “totalmente” do veredicto.

Falando a repórteres em Nova York, onde vai participar da Assembleia Geral da ONU, Johnson também reiterou que o Reino Unido vai implementar o Brexit até a data-limite de 31 de outubro, independentemente de fechar um acordo ou não com a União Europeia.

O premiê afirmou também que conseguir um acordo para o Brexit “não ficará mais fácil” com a decisão da alta corte.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.