Notícias

Prefeitura do Rio publica decreto que desobriga máscaras em locais abertos

Reuters
Reuters
Prefeitura do Rio publica decreto que desobriga máscaras em locais abertos
Guarda municipal aplica multa em duas mulheres que não usavam máscara na Praia do Leme, no Rio de Janeiro

27 de outubro de 2021 - 09:04 - Atualizado em 27 de outubro de 2021 - 09:05

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A prefeitura do Rio de Janeiro publicou nesta quarta-feira decreto que flexibiliza o uso de máscaras na cidade, um dia após a Assembleia Legislativa do Estado aprovar lei que permite aos municípios abrirem mão da obrigatoriedade da proteção facial usada para conter a disseminação da Covid-19.

A desobrigação do uso de máscara na cidade valerá somente em locais abertos. Em ambientes fechados e nos transportes o equipamento de proteção segue obrigatório.

“Esperamos que o governo do Rio publique o decreto estadual até o dia de amanhã (quinta-feira). Nosso cenário é muito favorável e isso dá muita segurança para essa flexibilização”, disse a jornalistas o secretário de Saúde da capital, Daniel Soranz.

“Seiscentos mil já tomaram doses de reforço no Rio e nosso planejamento é aplicar a terceira dose da vacina em toda população a partir do ano que vem… achamos também que teremos vacinação das crianças acima de 5 anos no ano que vem, assim que houver permissão da Anvisa.”

Para que a medida de liberação da máscara entre em vigor, o projeto de lei aprovado pela Assembleia ainda precisa ser sancionado pelo governo do Estado.

“O decreto será sancionado e não há risco para as pessoas nesse cenário epidemiológico e de nível de vacinação”, disse à Reuters o secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe.

“Em países da Europa, alguns países recuaram após liberar a máscara por que isso se deu num momento não adequado. Vamos deixar uma possibilidade de recuo na medida caso o cenário sanitário se altere”, assegurou.

A Secretaria de Saúde do Estado estabeleceu critérios para permitir que as cidades, se quiserem, liberem o uso de máscara. Os municípios têm de ter ao menos 65% da população local com ciclo de vacinação completo ou estar classificado em nível baixo ou moderado de transmissão da Covid-19. A cidade do Rio já ultrapassou a marca de 65% de vacinados com duas doses ou dose única contra a doença.

O decreto municipal publicado nesta quarta libera também pela primeira vez o funcionamento de boates e danceterias, que estavam fechadas na cidade desde o começo da pandemia. As pistas de dança só poderão funcionar com 50% da capacidade.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9Q0QR-BASEIMAGE