Agronegócio

Preços do petróleo têm mínimas de 2 semanas com expectativa de que Opep+ aumente produção

Reuters
Reuters
Preços do petróleo têm mínimas de 2 semanas com expectativa de que Opep+ aumente produção
Logo da Opep

2 de março de 2021 - 18:15 - Atualizado em 2 de março de 2021 - 21:19

Por Scott DiSavino

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo recuaram para o menor nível em duas semanas nesta terça-feira, por expectativas de que os países da Opep+ vão flexibilizar seus cortes de produção em uma reunião marcada para esta semana, à medida que economias começam a se recuperar da crise do coronavírus.

O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Mohammad Barkindo, afirmou que o panorama para a demanda por petróleo está mais positivo, especialmente na Ásia.

Os contratos futuros do petróleo Brent terminaram a sessão em queda de 0,99 dólar, ou 1,6%, a 62,70 dólares por barril, menor nível de fechamento desde 12 de fevereiro. Com isso, a referência global já caiu cerca de 7% desde a máxima de 13 meses registrada na semana passada.

O petróleo dos Estados Unidos (WTI) recuou 0,89 dólar, ou 1,5%, para 59,75 dólares o barril, menor patamar de fechamento desde 19 de fevereiro. A referência norte-americana cedeu 6% desde 25 de fevereiro, quando fechou no mais alto nível desde maio de 2019.

O rali do petróleo perdeu força por expectativas de que a Opep e aliados, que formam o grupo conhecido como Opep+, passe a produzir mais a partir de abril, reduzindo os amplos cortes de oferta implementados no ano passado.

“O mercado de petróleo finalmente chegou a um estágio que sugere recuperação, já que é a primeira vez em um ano que todos esperam que a Opep+ traga de volta, de forma justificada, mais produção”, disse Bjornar Tonhaugen, chefe de mercados de petróleo da Rystad Energy.

(Reportagem adicional de Noah Browning, em Londres, e Yuka Obayashi, em Tóquio)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH211GV-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.