Notícias

Preço do botijão de gás varia até 12% em Maringá, aponta pesquisa

O menor valor registrado pelo Procon na cidade foi de R$ 107; já o maior foi R$ 120

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Preço do botijão de gás varia até 12% em Maringá, aponta pesquisa
A pesquisa foi feita em mais de 24 estabelecimentos (Foto: Aldemir de Moraes/ PMM)

29 de outubro de 2021 - 10:23 - Atualizado em 29 de outubro de 2021 - 10:23

A Prefeitura de Maringá realizou uma pesquisa de preços de gás de cozinha na cidade. Dados foram coletados pelo Procon em 24 revendedoras, lojas e mercados na semana passada. Foi registrada uma diferença de até 12% no preço do botijão de 13 quilos do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). O menor valor registrado foi R$ 107 e o maior foi R$ 120.

O Procon também compara os preços coletados nesta pesquisa com outras realizadas no começo do ano. A diferença percentual entre o maior preço atual, R$120, e o menor preço registrado no ano, em janeiro, de R$ 85, é de 41%.

“Os consumidores devem pesquisar antes de comprar. Devem também pedir a nota fiscal. E se observar que tem alteração abusiva de preço, informem o Procon que vamos verificar”

Patrícia Parra (Coordenadora do Procon)

O Procon de Maringá realiza pesquisas de preços e vistorias de estabelecimentos para prevenir que o consumidor seja prejudicado, inclusive com aplicações de multas em casos flagrados de irregularidades. São pesquisas relacionadas à cesta básica, pescados, ovos de Páscoa, vistorias em supermercados, postos de combustíveis, farmácias, no serviço de transporte coletivo, entre outros.