Notícias

Atrasado para o trabalho, porteiro corre para pegar ônibus e morre atropelado

Francisco trabalhava como porteiro no bairro Champagnat, em Curitiba, e estava atrasado quando foi atropelado na BR-277, em Campo Largo

Mirian
Mirian Villa

11 de dezembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:04

Um porteiro morreu atropelado depois de correr para pegar um ônibus na BR-277, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, na noite desta terça-feira (10). Francisco Fragoso, de 55 anos, morreu antes da chegada do Corpo de Bombeiros (CB).

Porteiro foi atingido por Kombi ao atravessar BR-277

De acordo com o sobrinho da vítima, Francisco trabalhava como porteiro no bairro Champagnat, em Curitiba, e se atrasava quase todos os dias. Por isso, o familiar acredita que o porteiro estivesse correndo no momento em que foi atropelado.

“Deveria estar atrasado para o serviço dele e quando ele viu o ônibus, acho que ele foi atravessar e não viu a Kombi. Era um tio muito querido, alegrava todo mundo e vai fazer falta”, disse Paulo Misael.

O motorista do automóvel prestou atendimento necessário e ficou no local até a chegada da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.

Atrasado para o trabalho, porteiro corre para pegar ônibus e morre atropelado na BR-277

O porteiro morreu antes da chegada do socorro (Foto: Paulo Fischer/RIC Record TV)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.