Brasil

Por prevenção de novo rompimento, 170 moradores de Nova Lima são retirados

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

17 de fevereiro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 17 de fevereiro de 2019 - 00:00

Moradora observa o local tomado pela lama, da janela de sua casa após a tragédia em Brumadinho (Foto: Ana Graziela)

As barragens B3 e B4 pertencem à empresa Vale, que alegou que as mesmas estão desativadas; a medida de precaução ocorre 21 dias após o desastre da barragem Mina Córrego do Feijão

Por determinação do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMMG), 170 moradores que vivem nos arredores da Mina Mar Azul em Nova Lima, a 45 quilômetros de Belo Horizonte (MG), foram retirados da região. As barragens B3 e B4 pertencem à empresa Vale, que alegou que estão desativadas.

Prevenção de novos rompimentos de barragem

A informações foi divulgada neste sábado (16) à noite. A medida de precaução ocorre 21 dias após o desastre da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), no qual 166 pessoas morreram e ainda há desparecidos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a empresa responsável pela auditoria da barragem “se negou a atestar segurança” e por prevenção as pessoas foram levadas para um outro local. O Corpo de Bombeiros Militar, a Defesa Civil e a Polícia Militar de Minas Gerais foram acionados.

Moradores foram retirados

No total, serão evacuadas 49 casas, que estão na área denominada “plano de emergência”. Segundo os bombeiros, a barragem está no nível 1, mas será modificada para nível 2 em breve, seguindo o protocolo uma vez que a auditoria não atestou a segurança.

As 49 casas que estão na área de risco serão evacuadas e conferidas uma a uma por equipes do CBMMG e Defesa Civil. Além das equipes no local, o CBMMG já está com equipes de sobreaviso acionadas e planos de contingência prontos para pronto emprego caso seja necessário.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.