Política

Bolsonaro anuncia que irá prorrogar por mais dois meses corte de jornada e salário

Decisão deve ser publicada nesta quarta-feira (14) no Diário Oficial da União (DOU)

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Bolsonaro anuncia que irá prorrogar por mais dois meses corte de jornada e salário
(FOTO: AGÊNCIA BRASIL)

14 de outubro de 2020 - 10:14 - Atualizado em 14 de outubro de 2020 - 10:14

O presidente Jair Bolsonaro anunciou que irá prorrogar por mais dois meses a possibilidade de acordos entre empresas e empregados para a suspensão de contratos e redução de jornadas e salários. A decisão deve ser publicada ainda nesta quarta-feira (14) no Diário Oficial da União (DOU), com isso os acordos podem atingir oito meses.

“Diante do cenário atual de crise social e econômica, e com a permanência de medidas restritivas de isolamento social, faz-se necessária a prorrogação, mais uma vez, do prazo máximo de validade dos acordos”, diz a nota enviada pela Assessoria de Comunicação Social da Presidência

O programa inicial, que tinha a expectativa de permitir acordos de suspensão de contrato de trabalho por até dois meses e da redução de jornada e salários por até três meses, teve a primeira prorrogação em julho. No final de agosto, houve uma nova prorrogação e agora o governo federal anuncia a possibilidade de mais dois meses.

“Essa ação irá permitir que empresas que estão em situação de vulnerabilidade possam continuar sobrevivendo a este período e, desta forma, preservar postos de trabalho e projetar uma melhor recuperação econômica”, informou a nota.

O programa já realizou 18,4 milhões de acordos com aproximadamente 1,4 milhão de empresas. A área de serviços lidera as reduções com 9,3 milhões, seguido por comércio, 4,6 milhões, e indústria com 3,9 milhões.